ABCC assina acordo com ApexBrasil para aumentar exportações halal

A Câmara de Comércio Árabe Brasileira (ABCC) assinou um acordo com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, ou ApexBrasil, para promover e aumentar as exportações de produtos halal brasileiros para os países árabes.

Por meio do acordo, pretendem incentivar mais produtos brasileiros no mercado halal, principalmente produtos alimentícios de maior valor agregado. Como parte disso, eles implementarão o projeto “Halal Brasil”, para avançar a indústria em escala global.

O acordo prevê um investimento total de US$ 2,84 milhões em 30 meses para diversificar as exportações. Também inclui a assistência financeira às empresas brasileiras de alimentos que desejam obter a certificação halal para seus produtos. O principal objetivo é fornecer certificações a 500 potenciais exportadores brasileiros de alimentos e bebidas e capacitá-los a se engajar no comércio global de alimentos halal. Além disso, o acordo também busca aumentar as exportações brasileiras para Malásia e Indonésia, além de ampliar o comércio com os 22 países da Liga Árabe, além de aumentar as vendas de alimentos halal para países de baixa população muçulmana, como França, Alemanha e o Reino Unido.

produtos brasileiros

Osmar Shahfi, presidente da ABCC, disse: “É com satisfação que assinamos este acordo com a ApexBrasil e esperamos aumentar a participação dos produtos brasileiros no mercado halal. Pretendemos alcançar isso aproveitando nossas parcerias de longa data com países islâmicos, bem como o reconhecimento do Brasil como um dos países mais experientes na produção de alimentos halal, conquistado com o comércio de proteínas desde a década de 1970. Como há um número limitado de produtos certificados halal, esta colaboração busca aumentar isso e promover o crescimento brasileiro nos mercados islâmicos, incentivando a certificação halal entre as empresas brasileiras.”

READ  Cantora brasileira Marília Mendonça morre em acidente de avião a caminho de show | Brasil

Ele acrescentou que a introdução da certificação halal aumentará ainda mais os produtos alimentícios halal brasileiros, já que os países islâmicos dão grande ênfase à produção de tais produtos com materiais e processos halal, além de higiene e saúde. Ele destacou ainda que o Halal, estabelece muitas diretrizes para alimentação, bem como para roupas, produtos de higiene pessoal, entretenimento, cosméticos, turismo e medicamentos. Também estabelece diretrizes para o sistema financeiro islâmico.

O relatório Estado da Economia Islâmica Global 2022 estima que o mercado global de halal expandirá 7,1% até 2025, com 1,9 bilhão de consumidores e um valor de US$ 1,267 trilhão anualmente. – Serviço de notícias do Comércio da Arábia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *