Vídeo: Alandro Caetano foi expulso de pênalti ilegal e conquistou o título de Choto Brasil

Aleandro Caetano estrelou uma das mais estranhas vitórias da história do MMA no domingo, quando se sagrou campeão peso galo do Shooto Brasil Super no Rio de Janeiro, Brasil.

Caetano enfrentou Diego Ribeiro na luta principal conjunta do Shooto Brasil 106 e dominou a ação logo no início, acertando Ribeiro com um forte golpe no chão até que o lutador da Nova União pousou ilegalmente. Como Caetano também reclamou do veredicto, Ribeiro desferiu mais um golpe ilegal que o manteve fora de controle.

“Eu estava ganhando a luta, ia demitir o cara – ele saiu duas vezes e o árbitro não a impediu”, disse Kaitano ao MMA Fighting. “Eu estava batendo nele com os dois joelhos no chão e ele caiu da primeira vez. Reclamei do veredicto e ele desferiu outro golpe ilegal e foi desclassificado.”

Caetano diz que “sabia que eu estava lutando” quando acordou de novo, sem se lembrar de nada do que aconteceu entre o primeiro tiro ilegal e o caos pós-luta.

Companheira de equipe de Jessica Andrade na PRVT, Cayetano foi declarado vencedor – e um novo campeão de 140 libras – por DQ, melhorando para 21-6-1 como lutador profissional. Ele rejeita as afirmações de que desferiu um golpe para encerrar a competição.

Ele disse: “Eu estava ganhando a luta, então por que fingiria isso?” “Mesmo se eu não o despedisse da primeira vez, venceria o round e ele perderia um ponto com o aumento ilegal, então vai ser 10-8 – e ele já está exposto ao gás. Por que parar essa luta ?

“Eu digo a essas pessoas para olharem para o meu histórico, eu nunca tive uma perda antes. Eu só caí uma vez na minha vida, mas nunca saí.”

READ  Dwayne Bacon com Deep 3 contra o Minnesota Timberwolves

Na luta principal do Shooto Brasil 106, Thiago Silva precisou ir fundo para conquistar o título dos leves, aproveitando Fabrício Martins com um mata-leão no quarto round.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *