Tradutores de Persona 3 e Persona 4 deixaram os créditos do jogo

captura de tela: Persona 4

quando Persona 3 Portátil E Persona 4 Dourado Eles foram lançados em novas plataformas na semana passadaMuito se falou sobre o fato de que, pela primeira vez, este último contaria com legendas em francês, italiano, alemão e espanhol. Foi uma ótima notícia para os torcedores europeus, mas os maiores responsáveis ​​por essa façanha não estão recebendo o crédito que merecem.

Na semana passada, Katrina Leonoudakis, ex-coordenadora de localização da Sega que deixou a empresa em 2022 (E agora trabalha na televisão), soei o alarme de que a equipe de tradução do FIGS (francês, italiano, alemão e espanhol) com a qual trabalhei não recebeu todo o crédito por seu trabalho nos jogos.

Essas equipes não eram empregadas diretamente pelos editores da Sega; Em vez disso, eles eram contratados e funcionários da Words Studios, uma empresa de terceirização que lida com tarefas de localização de jogos. Nos créditos dos jogos, apenas os funcionários seniores são incluídos nas palavras-chave, não os funcionários responsáveis ​​pela localização.

“As pessoas que ficam de fora são os tradutores, editores e outros especialistas em localização que criaram traduções em francês, italiano, alemão e espanhol para as portas P3P e P4G”, disse-me Leonoudakis. Essas pessoas eram funcionários e/ou tinham contrato com a Words Studios, um provedor de serviços linguísticos contratado pela SEGA of America para produzir a localização de FIGS. Fui o coordenador de localização deste título na SEGA de 2021 até minha saída em julho de 2022; parte do meu trabalho incluía manter contato com as equipes da FIGS, responder a perguntas relacionadas à tradução sobre o projeto e transmitir quaisquer dúvidas/preocupações aos desenvolvedores japoneses.”

She says this isn’t an issue with Sega, who to their credit make “internal steps during credit creation to ensure anyone who’s touched a title is represented in the credits, even reaching out to every individual to make sure their name is spelled right”. Rather, she says the blame here lies with Keywords themselves. “Keywords has a ‘policy’ not to credit any contractors or localizers that work on a project, preferring to be credited as ‘Localization produced by Keywords Studios’, Leonoudakis says. “Unless SEGA’s producer, or Japanese developers, tell Keywords specifically that they MUST credit their contractors, they will not pass that information along.”

These are the only people credited for Persona 4 Golden’s Italian localisation, even though it took a whole team to actually translate and re-write the dialogue

These are the only people credited for Persona 4 Golden’s Italian localisation, even though it took a whole team to actually translate and re-write the dialogue
Screenshot: Persona 4

“I’ve been told by contractors who work at Keywords that they have been ‘forbidden to speak out about crediting’ and ‘low-key threatened’ about it”, she says. “They do sometimes credit their Project Managers, but not the contractors who actually write the text FIGS players read to play and enjoy the game. Given that Persona is an extremely dialogue and narrative-heavy game, the localization is crucial to the game experience for FIGS players.”

Keywords has not responded to a request for comment on these policies and omissions,.

Leonoudakis chose this moment to speak up because she’s fed up with what has become a pattern in the AAA games industry. “Localization teams may work on these games for months or years, often being paid very little, to zero credit”, she says. “Not only is it morally wrong, but it makes it harder for translators and localization professionals to find work later. If you can’t prove you did all the translation for a triple-A game, how can you put it on your resume?”.

Este é o mesmo argumento que está sendo feito em toda a indústria, e algo que escrevemos sobre isso extensivamente. As pessoas que são importantes para o lançamento de um grande videogame são excluídas dos créditos desse jogo O tempo todo, por uma variedade de razões, desde jogos de poder menores até supervisão administrativa. Seja qual for a desculpa, o resultado é o mesmo: as pessoas que passaram anos de suas vidas trabalhando para trazer um jogo para você estão perdendo o agradecimento público (e o reconhecimento profissional) que merecem.

“Infelizmente, os tradutores ainda são mais ou menos invisíveis”, diz Leonoudakis. “Uma boa tradução é suave e não parece um subtítulo para o leitor. É por isso que é tão importante dar crédito aos tradutores, escritores e equipe de localização que criam a localização do jogo. Se os desenvolvedores de jogos quiserem capitalizar as áreas para as quais eles estão localizando seus jogos, então o mínimo que eles podem fazer é dar crédito às pessoas que tornaram todo esse lucro possível.”

READ  Baixe o Smash Bros. Ultimate Last DLC gera debate sobre Kingdom Hearts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.