Rússia reduz dados da Covid e triplica número de mortes | Globalismo

A Rússia anunciou uma revisão dos dados da Covid-19 no país e divulgou nesta segunda-feira (28) o número de mortes três vezes maior. E houve 186.000 mortes devido ao vírus Corona, mais de três vezes o número registrado até agora, de 55.000. Os dados são da agência de estatísticas Rosstat, de acordo com a Agence France-Presse.

Esses números tornam a Rússia o terceiro país com maior número de mortes pelo vírus Corona no mundo, atrás dos Estados Unidos (mais de 330 mil mortos) e do Brasil (mais de 190 mil), segundo a Agence France-Presse.

Isso contradiz a retórica do presidente russo, Vladimir Putin, que até então afirmava ter controlado a epidemia de forma mais eficaz do que os países ocidentais.

A Rússia triplicou o número oficial de mortos de COVID-19

De acordo com a Rosstat, o número de mortes “extras” (mortes em excesso) registradas entre janeiro e novembro deste ano foi de 229,7 mil, em comparação com o mesmo período de 2019.

A vice-primeira-ministra Tatiana Golikova disse que “mais de 81% do aumento das mortes neste período se deve ao Covid-19 ou às consequências da doença”.

Os dados atualizados da Rússia ainda não foram contabilizados no ranking da Universidade Johns Hopkins da América, que monitora casos e mortes registrados pela Covid-19 por órgãos oficiais em diversos países. No ranking da universidade, a Rússia é mostrada na manhã desta terça-feira (29) com 55.107 mortes relacionadas à doença. Este número coloca a Rússia em oitavo lugar, atrás de Estados Unidos, Brasil, Índia, México, Itália, Reino Unido e França.

Vídeos: Saiba mais sobre a vacina Covid

READ  Cruzeiro marca gol no final, empata com Avaí, preserva drama na Série B - 18/12/2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *