Reino Unido e Brasil assinam acordo de coprodução de cinema e TV

LONDRES – Os governos britânico e brasileiro assinaram um tratado de coprodução para permitir que produções cinematográficas e televisivas de ambos os países recebam incentivos fiscais e fundos públicos.

Os termos do acordo foram negociados pelo British Film Institute e pela agência cinematográfica nacional brasileira ANCINE.

O tratado, assinado por Lord Green em Brasília, deverá levar dois anos para entrar em vigor.

Os projetos de cinema e televisão elegíveis nos termos do tratado terão acesso aos benefícios do estatuto nacional em cada país.

No Brasil, esses incentivos incluem incentivos fiscais, todos os recursos públicos federais e acesso a condições favoráveis ​​de televisão.

Para o projeto brasileiro, o Reino Unido fornece às produções elegíveis acesso ao Film Tax Credit Scheme e abre portas para inscrição no BFI Film Fund, o maior fundo público de cinema do Reino Unido, com uma alocação atual de £ 18 milhões (US$ 29 milhões) por ano para investem no. Desenvolver, produzir e concluir longas-metragens.

Ministro da Cultura Britânico Ed Vaizey “O tratado trará benefícios significativos para ambos os países e basear-se-á na forte relação de colaboração entre as indústrias criativas que já existe entre nós”, disse ele.

CEO do BFI Amanda Neville Ele disse: “O Reino Unido e o Brasil têm um histórico de trabalho conjunto no cinema, e um tratado formal de coprodução é o próximo passo natural. O cinema desempenha um papel importante na condução do crescimento econômico no Reino Unido, e este tratado nos ajuda a fortalecer esses relações com o Brasil.Trabalharemos em estreita colaboração com a ANCINE para aproximar os cineastas dos dois países para obter ganhos e benefícios reais.

Manoel Rangel“A oportunidade de facilitar o contato próximo dos nossos produtores com seus homólogos britânicos representa um passo importante no fortalecimento do setor audiovisual brasileiro como um dos mais ativos e dinâmicos de sua história”, acrescentou o diretor da ANCINE. A região e o mundo. Esperamos que este acordo leve a muitas cooperações futuras no campo da produção cinematográfica e televisiva, já que os produtores brasileiros e britânicos são conhecidos por sua experiência e criatividade únicas.

O Reino Unido, com o apoio do Governo, continuou a procurar promover mais colaboração criativa entre o Reino Unido e o Brasil.

Mais recentemente, no Rio Content Market, em março de 2012, a PACT e a ABPITV, entidades comerciais que representam produtores independentes no Reino Unido e no Brasil, respectivamente, assinaram um acordo para promover relações mais estreitas entre os setores de produção independentes em ambos os países.

O Reino Unido tem actualmente nove acordos bilaterais deste tipo com a Austrália, Canadá, França, Índia, Israel, Jamaica, Nova Zelândia, África do Sul e os Territórios Palestinianos Ocupados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *