Programa de alívio da dívida de Lula atende sete milhões de consumidores brasileiros

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, foi convidado da transmissão semanal ao vivo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele disse Na terça-feira, mais de 7 milhões de brasileiros renegociaram suas dívidas Desinerolaum programa federal lançado em julho deste ano que permite às pessoas melhorar sua pontuação de crédito.

O governo aprovou o programa por meio de um decreto temporário – e posteriormente o incluiu em um projeto de lei que visava impor limites às taxas de juros dos cartões de crédito, aprovado pelo Congresso no início de outubro.

Ao ajudar as famílias de baixos rendimentos a livrarem-se das dívidas, o governo espera sacudir a economia – onde o consumo das famílias é um importante motor económico do lado da procura, representando normalmente mais de 60 por cento do produto interno bruto do Brasil.

Muitos sectores da economia – como os produtores de bens duradouros – são sensíveis às flutuações do mercado de crédito, que são afectados por elevados níveis de endividamento. À medida que as famílias se endividam cada vez mais, as taxas de incumprimento aumentam, levando consigo os juros.

Segundo a agência de proteção ao crédito Serasa Experian, a procura por crédito entre os consumidores tem diminuído mensalmente desde maio de 2022.

“A queda da inflação e da taxa básica de juros ainda não teve impacto na economia”, escreveu a Serasa Experian em artigo.

Fabian Zeola Menezes

Fabian, ex-editor-chefe do LABS (Latin American Business Stories), tem mais de 15 anos de experiência em reportagens sobre negócios, finanças, inovação e cidades no Brasil. Este último recentemente a trouxe de volta à sala de aula e fez com que ela fizesse mestrado em Gestão Urbana pela PUCPR. Na TBR, você monitora a política econômica, as empresas revolucionárias e as pessoas que impulsionam a inovação na América Latina.

READ  Investigações brasileiras da Eletrobras sobre colapso de torres-fontes de transmissão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *