Portugal pressiona para reunião da UE com Biden antes de julho – EURACTIV.com

O Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal para os Assuntos Europeus disse que a presidência portuguesa da União Europeia está a trabalhar na realização de um encontro com o Presidente dos Estados Unidos durante o primeiro semestre do ano.

“Estamos trabalhando muito com o Serviço Europeu de Ação Externa [EEAS] “Vamos ver se podemos ter uma reunião com o presidente Biden durante nosso mandato de seis meses”, disse Anna Paula Zacharias.

Na época da eleição de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos em novembro passado, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, convidou Biden para uma reunião com os 27 Estados membros da União Europeia em Bruxelas.

Segundo Zakaria, esta reunião “ainda não está descartada”, e a Presidência do Conselho da União Europeia está a fazer tudo o que está ao seu alcance para que esta reunião tenha lugar durante o semestre português.

“Pode haver uma reunião, especialmente se pudermos expressá-lo na cúpula da OTAN”, disse ela, acrescentando que chefes de Estado e de governo mantiveram uma reunião com o Secretário-Geral da OTAN, Jens Stoltenberg, na sexta-feira passada para explorar como tal evento poderia ser organizado .

Conferência Europa do Futuro

Paralelamente, Zakaria disse que Lisboa está a trabalhar arduamente para a realização da Conferência sobre o Futuro da Europa, sublinhando que, nas próximas semanas, a União Europeia terá “boas notícias” a este respeito.

Ela disse: “Esperamos que a conferência aconteça em 9 de maio e os cidadãos possam falar sobre a Europa no Dia da Europa.”

Zakaria disse que o objetivo da UE com a conferência é encontrar cidadãos que normalmente não participariam nestes eventos – como prefeitos, parlamentos nacionais, associações de jovens e universidades importantes.

READ  Lucro líquido do Banco do Brasil no quarto trimestre diminuiu 43,8% para R $ 3,2 bilhões devido a provisões para créditos de liquidação duvidosa

A conferência sobre o futuro da Europa deveria ter lugar em maio de 2020, mas foi adiada devido à pandemia COVID-19. Também houve pontos de vista divergentes entre as instituições europeias sobre quem deve presidir o fórum.

No passado dia 3 de fevereiro, a Presidência portuguesa da União Europeia viu a sua proposta aprovada pelos embaixadores dos 27 estados membros em Bruxelas no que diz respeito à competência desta conferência.

Será presidido pelos chefes das três principais instituições da União Europeia (o Conselho da União Europeia, a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu), com a ajuda de uma comissão executiva de nove pessoas (três por instituição) – mas com a aprovação, o Parlamento Europeu continua a ser necessário.

[Edited by Frédéric Simon]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *