Partes pedem ao STF que envie Flávio Bolsonaro para entregar supostos relatórios da Abin Política

Rede e PSB também querem que o senador identifique os governantes que enviaram os documentos.

Segundo reportagem publicada na revista “Época” na última sexta-feira (11), Abyan é associado à Secretaria de Segurança Institucional, Produziu relatórios para Flavio Bolsonaro e seu advogado Sobre o que fazer para encerrar um casoRachaduras

Em seguida, a rede contatou o Supremo Tribunal Federal, e o caso foi relatado pela Ministra Carmen Lúcia, que Abyan e GSI foram obrigados a fornecer as informações.

Na terça-feira (15), o ministro do GSI, Augusto Heleno, e a agência enviaram dados ao STF onde Ele negou produzir relatórios.

Appen e GSI negam ter produzido reportagens para ajudar na defesa de Flávio Bolsonaro

Heleno se reúne com defesa de Flavio

O ministro Augusto Heleno afirmou em nota enviada ao STF Participa da reunião do presidente Jair Bolsonaro com a defesa de Flávio E Alexander Ramajem, Diretor da Abyan, para discutir a questão dos “fogos de artifício”.

O ministro afirmou ainda que ao perceber que o assunto não era relacionado à segurança institucional, afastou-se. Ele disse que desde o início “ignorou completamente a possibilidade de envolver a GSI e a Abin”.

No pedido encaminhado ao Supremo Tribunal Federal na quarta-feira, as partes afirmaram que a informação de que estava ocorrendo uma reunião para tratar do caso “leva a suspeitas levantadas pelos jornais de que a estrutura de inteligência brasileira funcionará aproximadamente em paralelo, para atender a interesses por meio de reportagens informais ou não institucionais”.

READ  Telefónica, Telefônica Brasil e CDPQ criam a FiBrasil, uma provedora de rede de atacado de fibra neutra no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *