O chefe da Petrobras do Brasil está insinuando mudanças nos preços dos combustíveis na próxima semana

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O presidente-executivo da Petrobras disse nesta sexta-feira que a empresa pode anunciar um ajuste nos preços dos combustíveis na próxima semana, em um momento em que os padrões internacionais do petróleo caíram nos últimos meses. .

“Há uma oportunidade de ajustar alguns combustíveis na próxima semana, mas não vou dar spoilers”, disse o CEO da Petrobras, Jean-Paul Pratis, a repórteres em entrevista coletiva após o anúncio dos resultados do primeiro trimestre da gigante brasileira do petróleo.

Para a precificação do combustível, Pratiss explicou que a Petrobras continuará acompanhando os preços do mercado internacional e também levará em consideração a competitividade local.

Ele garantiu que a empresa não perderá vendas porque busca estabelecer preços mais atrativos para o motorista brasileiro.

Britts também descartou a possibilidade de retornar a uma política anterior de estabelecer preços de combustível para o ano inteiro sem nenhum ajuste, citando preços fixos durante todo o ano em 2006 e 2007 como exemplos a serem evitados.

“Também não precisamos viver a maratona de 118 por um só combustível em 2017”, disse Prattes, que o culpou por causar uma crise que culminou em uma greve profundamente turbulenta de caminhoneiros.

Separadamente, o CEO disse que a empresa honraria a decisão do Ibama sobre o pedido de sua empresa de petróleo para perfurar um poço de teste perto da foz da bacia do rio Amazonas.

No mês passado, um relatório técnico recomendou ao Ibama que o poço planejado fosse rejeitado, mas ainda não houve uma decisão final.

(Reportagem de Marta Nogueira) Edição de Anthony Esposito

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

READ  Mais desmatamento e menos chuvas ameaçam o agronegócio brasileiro | estilo de vida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *