Notícia ao vivo: Portugal acaba com a maioria das restrições à medida que os casos de Covid caem

O governo português disse quinta-feira que Portugal abandonou a maioria das restrições impostas ao Covid-19 à medida que os níveis de infecção diminuem, mas que as pessoas que testaram positivo para o vírus ainda serão obrigadas a se auto-isolar, apresentando ou não sintomas.

A ministra Mariana Vieira da Silva, em conferência de imprensa, referiu que já não será necessário o comprovativo de vacinação para entrar em qualquer local, incluindo hotéis e restaurantes, mas terá ainda de apresentar certificados à entrada no país.

Ela acrescentou que as pessoas que vão a bares, boates, eventos esportivos e outros grandes locais públicos não precisarão mais mostrar resultados negativos, mas ainda será uma exigência para pessoas que visitam asilos ou hospitais, a menos que mostrem evidências de que receberam a vacinação completa.

Mais de 95 por cento da população de Portugal foi totalmente vacinada, a terceira mais alta do mundo depois dos Emirados Árabes Unidos e Brunei.

O ministro disse que os contatos próximos de pessoas que testaram positivo para o vírus não precisarão mais se isolar. A recomendação do governo de que as pessoas trabalhem em casa sempre que possível também será descartada, e as restrições ao número de pessoas autorizadas a entrar em lojas e shoppings serão suspensas.

No entanto, as máscaras ainda serão necessárias em locais públicos fechados, incluindo cinemas, teatros, lojas e transporte público.

A média de sete dias de novos casos de coronavírus em Portugal caiu de 541 por 100.000 pessoas no final de janeiro para cerca de 186, mas ainda é superior à média da União Europeia de cerca de 156. 100.000 pessoas. Ele caiu do pico deste ano de 0,5 no início deste mês para pouco mais de 0,4, abaixo da média da UE.

READ  Joqui de Barisan 2 Decat Presidente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *