Luzes da estátua do Brasil apagadas em apoio às alegações de racismo de Vinicius Jr | notícias sobre racismo

A estátua do Cristo Redentor do Brasil apagou as luzes em uma demonstração de solidariedade antirracismo a Vinicius Jr.

A estátua do Cristo Redentor do Brasil apagou as luzes em uma demonstração de apoio ao atacante do Real Madrid, Vinicius Junior, após insultos racistas de torcedores do Valencia no estádio Mestalla, na Espanha, no fim de semana.

As luzes do marco nacional do Rio de Janeiro, mesmo estado onde nasceu Vinicius Jr. mundo se uniu para denunciar os atos de racismo ocorridos no jogo do campeonato espanhol neste domingo.

O refúgio diocesano que administra o memorial apagou as luzes em cooperação com a Confederação Brasileira e o Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

“[This action] É um símbolo da luta coletiva contra o racismo e em solidariedade ao jogador e a todos aqueles que sofrem preconceito ao redor do mundo”, disse a Globo.

As luzes do Cristo Redentor foram apagadas no Rio de Janeiro, Brasil, em 22 de maio de 2023, para condenar os “ataques racistas” contra o astro do futebol brasileiro Vinicius Junior na Espanha. [Pilar Olivares/Reuters]

Vinicius Jr. escreveu mais tarde no Twitter: “Negro e imponente. O Cristo Redentor era assim agora. Um ato de solidariedade que me comove. Mas acima de tudo quero inspirar e iluminar mais nossa luta.”

Seu tweet recebeu mais de meio milhão de curtidas poucas horas depois de ser postado.

[Translation: “Black and imposing. Christ the Redeemer was like this just now. An action of solidarity that moves me. But I want, above all, to inspire and bring more light to our struggle. I am very grateful for all the current of affection and support I have received in recent months. Both in Brazil and around the world. I know exactly who is who. Count on me because the good ones are the majority and I will not give up. I have a purpose in life, and if I have to suffer more and more so that future generations don’t go through similar situations, I’m ready and prepared.]

Vinicius Junior esclareceu o que descreveu como “episódios contínuos espalhados por várias cidades da Espanha” depois que foi submetido a insultos racistas durante a derrota do Real Madrid por 1 a 0 para o Valencia no domingo. A partida foi interrompida após o intervalo quando Vinicius Jr. apontou ao árbitro os supostos abusos contra ele nas arquibancadas.

READ  Congresso do Brasil anula veto do presidente à legislação que ameaça os direitos indígenas

Valencia diz que a polícia identificou um torcedor que fez gestos racistas, e essa pessoa enfrenta uma proibição vitalícia de jogar no Mestalla.

O governo brasileiro pediu às autoridades espanholas e esportivas na segunda-feira que punam os responsáveis, enquanto o presidente da Fifa, Gianni Infantino, expressou sua solidariedade.

O Real Madrid disse que o racismo dirigido contra Vinicius Junior constituiu um “crime de ódio” e apresentou queixa ao Ministério Público espanhol.

Em uma declaração contundente, seu clube disse: “O Real Madrid Club mostra seu extremo desgosto e condena os eventos ocorridos ontem contra nosso jogador, Vinicius Junior”.

“O Real Madrid considera que tais ataques também constituem um crime de ódio e, por isso, apresentou uma denúncia correspondente ao Ministério Público do Estado, especificamente ao Ministério Público para Crimes de Ódio e Discriminação, para que os fatos sejam investigados e o responsabilidades esclarecidas.”

Enquanto isso, o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez twittou: “Não há tolerância para o racismo no futebol. O esporte é baseado nos valores de tolerância e respeito. O ódio e a xenofobia não devem ter lugar em nosso futebol ou em nossa sociedade”.

Outras figuras do esporte, como Kylian Mbappé, Rio Ferdinand e o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, também expressaram seu apoio a Vinicius Jr., de 22 anos.

O presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales, admitiu que existe um problema real de racismo no futebol do país, onde “os comunicados de imprensa não são mais viáveis”.

READ  Pro League Tour: Casper Road venceu Portugal e conquistou seu 10º título

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *