IBGE anuncia crescimento econômico de 2,9% em 2023 — MercoPress

Brasil: IBGE anuncia crescimento econômico de 2,9% em 2023

Sábado, 2 de março de 2024 – 10h50 UTC

Rebecca Bales, do IBGE, disse:
“A agricultura cresceu 15,1% no ano passado, impulsionada pelo crescimento da produção de soja e milho”, disse Rebecca Bales, do IBGE.

De acordo com relatório divulgado sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB do maior país da América do Sul cresceu 2,9% em 2023, impulsionado por uma expansão recorde de 15,1% no setor agrícola. Este foi o salto mais significativo desde o início da série, em 1995. A indústria (1,6%) e os serviços (2,4%) também registaram melhorias.

“A agricultura cresceu 15,1% no ano passado, impulsionada pelo crescimento da produção de soja e milho, duas das culturas mais importantes do Brasil”, disse Rebecca Bales, investigadora do IBGE, citada pela agência de notícias brasileira. “A indústria extrativa mineral, com extração de petróleo e minério de ferro, também cresceu significativamente.”

“Vale ainda referir duas outras importantes actividades económicas: a electricidade – água, gás e saneamento – e a intermediação financeira”, acrescentou.

Do ponto de vista da procura, o crescimento foi impulsionado pelo consumo das famílias (3,1%), consumo do governo (1,7%) e exportações (9,1%). A queda de 1,2% nas importações também contribuiu para este resultado. Por outro lado, a formação bruta de capital fixo, ou seja, os investimentos, diminuiu 3% durante o ano.

Do terceiro ao quarto trimestre do ano, o PIB manteve-se estável. Comparando o quarto trimestre de 2023 com o mesmo período do ano passado, registou-se um aumento de 2,1%.

Com esses resultados, o Brasil voltou a ser uma das dez maiores economias do mundo, segundo relatório da consultoria Austin Ratings divulgado pela Agência de Notícias Xinhua. Depois de analisar dados já emitidos por 54 países, o Brasil, que em 2022 era a 11ª maior economia do mundo segundo dados do Fundo Monetário Internacional, ultrapassou o Canadá e a Rússia para se tornar a nona maior economia do mundo. O estudo afirmou que os Estados Unidos eram a maior economia do mundo em 2023, seguidos pela China e pela Alemanha. O México ficou em 12º lugar.

As autoridades brasileiras esperam uma expansão econômica de 2,2% este ano: “Em resumo, o resultado do PIB de 2023 confirmou a melhora gradual das expectativas ao longo do ano. Do lado da oferta, emergiu o crescimento do sector agrícola, bem como a continuidade do sector dos serviços. O Ministério do Planeamento afirma em comunicado: “Do lado da procura, vale destacar o aumento do consumo das famílias e das administrações públicas”.

“O PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2023, segundo o IBGE. Lembra que a previsão de algumas pessoas era de 0,9%? Crescemos mais que o esperado e continuaremos trabalhando para alcançar um crescimento com qualidade e melhorar a vida de todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *