Brasil proíbe jogadores não vacinados de jogar nas principais ligas

Futebol – Seleção Brasileira anunciada para amistosos – Sede da Confederação Brasileira de Futebol, Rio de Janeiro, Brasil – 20 de setembro de 2019 Visão geral fora da Confederação Brasileira de Futebol – Reuters / Sergio Moraes / Foto de arquivo

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

(Reuters) – A Confederação Brasileira de Futebol disse nesta sexta-feira que os jogadores devem ser vacinados contra a COVID-19 para participar do campeonato deste ano.

A Confederação Brasileira de Futebol disse estar em constante contato com as autoridades de saúde e enviou uma lista atualizada de exigências aos clubes associados.

“Uma dessas obrigações é apresentar o certificado completo de vacinação contra a COVID-19 ao Comitê Médico da CBF”, disse ela em comunicado.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

As primeiras quatro seções começam na segunda semana de abril.

O técnico do Brasil, Tite, disse que não vai escolher o zagueiro do Atlético de Madrid Renan Lodi para sua equipe para as próximas eliminatórias da Copa do Mundo porque ele não foi totalmente vacinado.

A questão da postura dos atletas sobre as vacinas dominou as manchetes esportivas recentemente, depois que o tenista Novak Djokovic, não vacinado, foi deportado antes do Aberto da Austrália. Consulte Mais informação

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

(Reportagem de Andrew Downey) Edição de Peter Rutherford

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.