Banco Central do Brasil ganha prêmio de melhor autoridade monetária

“Bancos Centrais”, revista especializada em assuntos financeiros e cobertura de autoridades monetárias, Garantido O banco central do Brasil é o melhor em sua área este ano.

A revista destacou o “excelente comportamento” da política monetária do país em meio à pandemia de Covid e o desafio de implementar a independência da instituição, recentemente concedida por lei.

O trabalho do presidente Roberto Campos Neto durante a crise sanitária também foi o principal motivo pelo qual recebeu o prestigiado prêmio de Banqueiro Central do Ano da revista The Banker em 2021.

Outras organizações internacionais também Ele elogiou e elogiou Ações do banco central durante a pandemia. Ele foi o primeiro a baixar as taxas de juros Para gerar liquidez Em tempos de isolamento social e de redução da atividade económica, foi também um dos primeiros a aumentar a taxa de juro de referência do país para conter os efeitos inflacionistas da recuperação económica.

O Prêmio Banco Central também destacou o compromisso do Banco Central do Brasil com a transparência, inovação e sustentabilidade.

A publicação destacou a comunicação direta do Banco Central com a população por meio de sete redes sociais, onde conta com 1,8 milhão de seguidores, e de uma transmissão semanal ao vivo chamada LiveBC no canal da instituição no YouTube – uma estratégia de comunicação completamente diferente de muitos de seus pares, que são mais fechado e incompreensível para os cidadãos.Pessoas comuns.

A revista destacou as iniciativas de inovação do país – como o sistema de pagamentos instantâneos PIX do banco central, lançado no final de 2020 e totalmente controlado pela autoridade monetária.

Além de ser utilizado por mais de 70% da população, o PIX tornou-se uma nova fonte e meio de inovação para todo o sistema financeiro.

A publicação também escreveu que a autoridade “tornou o código PIX de código aberto, para que outros bancos centrais possam usar o código”, o que significa que mais inovação também será compartilhada globalmente.

De acordo com a avaliação dos bancos centrais, a inflação no Brasil está mais bem controlada do que em muitas economias avançadas, e a independência do poder “garantiu maior coerência política durante o período de transição do governo”.

Um estudo recente realizado pela Federação dos Bancos em Fevereiro mostrar-se Os brasileiros começaram 2024 mais preocupados (67%) com a inflação do que em 2023 (54%). Isto se deve principalmente ao aumento dos preços dos alimentos nos últimos meses. Outro fator que pode dificultar uma forte recuperação do varejo é… Possível desaceleração No mercado de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *