As exportações do Brasil para os países árabes ultrapassam US$ 9 bilhões; melhores 27%

A Câmara de Comércio Árabe Brasileira (ABCC) registrou um aumento de 27,13% nas exportações do Brasil para os países árabes nos primeiros sete meses deste ano em relação ao mesmo período de 2021.

As exportações cresceram de US$ 7,712 bilhões para US$ 9,803 bilhões, refletindo o crescimento das relações comerciais entre o Brasil e a região árabe.

As exportações para a Arábia Saudita aumentaram 31,9%, de US$ 1,215 bilhão em 2021 para US$ 1,603 bilhão em 2022, enquanto os Emirados Árabes Unidos registraram um aumento de 55,52%, de US$ 1,109 bilhão para US$ 1,725 ​​bilhão durante o mesmo período.

Da mesma forma, o Egito registrou um aumento de 89,64%, de US$ 766,98 milhões para US$ 1,454 bilhão. O Qatar registou um aumento de 43,15 por cento de 171,25 milhões de dólares para 245,18 milhões de dólares, enquanto o Kuwait assistiu a um aumento de 55,17 por cento, de 103,75 milhões de dólares para 161,55 milhões de dólares.

Osmar Shahfi, presidente da ABCC, disse: “Os últimos números refletem as crescentes relações comerciais entre o mundo árabe e o Brasil. Continuaremos a envidar esforços para facilitar as perspectivas de comércio e parcerias entre as duas regiões para melhorar as relações comerciais. O compromisso conjunto das duas partes tem ajudado os produtos dos países árabes a encontrar novos mercados no Brasil, e os números do comércio devem aumentar no próximo ano.

Enquanto isso, as exportações totais de carne bovina do Brasil para os países árabes registraram um aumento de 62,14% nos primeiros sete meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. As exportações de carne bovina aumentaram a uma taxa fenomenal, com a Arábia Saudita registrando um aumento de 27,86%, de US$ 97,03 milhões nos primeiros seis meses de 2021 para US$ 124,05 milhões durante o último período deste ano.

Os Emirados Árabes Unidos registraram um aumento de 33,72%, de US$ 107,51 milhões para US$ 143,76 milhões, enquanto o Catar teve um aumento de 106,37%, de US$ 10,66 milhões para US$ 22 milhões. Da mesma forma, o Kuwait registrou um aumento de 227,57%, de US$ 3,49 milhões para US$ 11,42 milhões, enquanto o Egito testemunhou um aumento de 152,58%, de US$ 118,29 milhões para US$ 298,77 milhões.

Os países árabes também registraram um aumento de 40,97% entre janeiro e julho de 2022 em relação ao mesmo período do ano passado nas exportações de carne de frango do Brasil. A Arábia Saudita registrou um aumento de 12,45%, de US$ 445,19 milhões para US$ 500,61 milhões, enquanto os Emirados Árabes Unidos registraram um aumento de 98,4%, de US$ 302,62 milhões para US$ 600,39 milhões.

O Catar registrou um aumento de 75,41%, de US$ 65,85 milhões para US$ 115,5 milhões, enquanto o Kuwait testemunhou um aumento de 39,77%, de US$ 88,25 milhões para US$ 123,34 milhões. Enquanto isso, o Egito registrou um aumento de 8,99%, de US$ 34,26 milhões durante os primeiros seis meses de 2021 para US$ 37,34 milhões no mesmo período deste ano. – Serviço de notícias do Comércio da Arábia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *