Alunos Latinx do Business and Leadership Club visitam Harvard e MIT Business Schools

Em 14 de abril, os alunos Latinx do Business and Leadership Club fizeram uma viagem à Harvard Business School e à Sloan School of Management do MIT.

Ben Hokenson ‘24.5, co-presidente da LBL, disse que os 15 participantes tiveram uma “experiência exploratória” em que puderam se sentar em uma sala de aula, fazer um tour pelo campus e conhecer os alunos de cada universidade individualmente. Hawkinson disse que o passeio estava aberto a qualquer um que se identificasse como latino, não apenas aos membros do clube.

Hokenson entrou em contato com a HBS e o MIT em agosto passado para começar a planejar a viagem. Ao chegarem à HBS, os participantes se reuniram com os alunos embaixadores para saber mais sobre a escola de negócios.

No capítulo HBS, os membros da viagem puderam participar de um estudo de caso da Nokia, disse Ishan de Campos Unni ’25, participante da viagem e membro do clube. Ele acrescentou que gostou do fato de a classe ter sido decorada com bandeiras de todos os países representados pelos alunos da Harvard Business School.

“Sou do Brasil e foi muito importante para mim ver representantes de todo o mundo”, disse ele.

A co-presidente da LBL, Tania Gutierrez Espinosa, afirmou que as turmas da HBS são organizadas em turmas de cerca de 90 alunos, o que faz com que “se conheçam muito bem”.

Coortes são intencionalmente criadas com alunos de diferentes formações e diferentes pontos de vista, disse ela, o que leva a discussões “ricas” em sala de aula.

De Campos Unni acrescentou que os participantes da viagem também aprenderam sobre as diferentes experiências profissionais que os alunos da HBS tiveram antes de ir para a escola de negócios, desde engenharia e banca técnica até bartender.

READ  A delegação brasileira manifesta interesse em oportunidades de investimento na ZEE

“Foi uma mistura de pessoas muito interessante, e (a aula) foi muito bem dirigida pelo professor que conhece (cada aluno) e como eles podem contribuir para a conversa”, disse de Campos Uni.

Na Sloan School of Management do MIT, os membros da LBL se reuniram com o diretor de D&I da escola e “alguns alunos do Hispanic Business Club”, disse Hawkinson. Gutierrez Espinosa disse que foi útil ouvir os alunos falarem sobre suas viagens “não convencionais” ao MIT.

O grupo fez passeios pelo campus em ambas as escolas. De Campos Unni sentiu que a visita guiada por estudantes e a sessão de informações na HBS foram “extremamente informativas”.

No MIT, o grupo realizou uma sessão especial de informação organizada por Hawkinson para aprender mais sobre o processo de admissão da escola, ajuda financeira e programas de estudo. O grupo então fez um tour pelo campus liderado por um estudante latino. Em comparação com a turnê de Harvard, Gutierrez Espinosa gostou de como a turnê do MIT foi mais “adaptada” ao grupo.

Refletindo sobre a jornada para as duas escolas de negócios, de Campos Uni disse: “Eu sinto que (há) essa … visão fechada de como seria o mundo fora de (Brown)”, mas que muitos alunos que ingressam nas escolas de negócios têm ” caminhos muito pouco ortodoxos.”

Ele acrescentou que a viagem “abriu” sua perspectiva sobre a escola de negócios e mostrou que o “ambiente” da escola de negócios contribui para o sucesso do aluno.

Gutierrez-Espinosa disse estar animada com o fato de o clube “relativamente novo”, fundado em 2021, poder fazer mais turnês no futuro.

“Foi muito bom me aproximar de pessoas de todos os (anos) diferentes”, disse de Campos Uni.

READ  Bolsonaro diz que eleições no STF terminaram

“Muitas pessoas deixaram muita inspiração” da viagem, acrescentou Hawkinson.

Receba o The Herald em sua caixa de entrada diariamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *