Unidade Brookfield do Canadá entre as empresas de esgoto que buscam IPOs no Brasil

São Paulo, 2 de junho (Reuters) – As duas companhias de saneamento devem quebrar a seca nas ofertas públicas iniciais do Brasil nos próximos meses.

O setor se recuperou com a decisão do Brasil de atualizar a estrutura regulatória para investimentos privados em serviços de água e esgoto em 2020, mas os IPOs em todo o mundo foram desacelerados pela volatilidade do mercado.

A BRK Ambiental, subsidiária da gestora de ativos canadense Brookfield Asset Management (BAMa.TO) no Brasil, está buscando uma oferta pública para financiar sua expansão, de acordo com um prospecto preliminar apresentado ao regulador de valores mobiliários CVM.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Os registros mostram que a estatal Cia Riograndense de Saneamento, mais conhecida como Corsan, espera retomar seu IPO planejado no próximo mês.

A BRK Ambiental é a segunda maior empresa privada de esgoto do Brasil. A Brookfield detém 70% das ações que adquiriu da construtora brasileira Novonor, anteriormente conhecida como Odebrecht.

A oferta de ações subjacente planejada será administrada pelas unidades de banco de investimento do Banco BTG Pactual SA, Itaú Unibanco Holding SA, Caixa Econômica Federal, Banco Santander Brasil SA, Banco Bradesco SA e Citigroup.

Fontes disseram à Reuters que a empresa poderia levantar até 3 bilhões de riais (US$ 623 milhões) na oferta quando a empresa começou a considerar a oferta no ano passado.

A Corsan, que é controlada pelo estado do Rio Grande do Sul, entrou com uma oferta pública inicial em dezembro, mas suspendeu o processo devido à volatilidade do mercado. Esta semana decidiu retomar a operação no próximo mês. O governo do Rio Grande do Sul já disse publicamente que quer arrecadar cerca de R$ 1,5 bilhão.

READ  Relatório de pesquisa de mercado de ventiladores por tipo, status e idade

Entre os negócios lançados pela mudança regulatória brasileira de 2020, o fundo de pensão canadense CPPIB adquiriu uma participação de 45% na Igua Saneamento por 1,1 bilhão de reais no ano passado.

O estado do Rio de Janeiro comprometeu a Cedae com esgoto há um ano, arrecadando R$ 22,7 bilhões, o equivalente a US$ 4,2 bilhões na época.

(1 dólar = 4,8151 riais)

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

(Reportagem de Tatiana Bautzer) Edição de Jason Neely e Barbara Lewis

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.