Uma retrospectiva da camisa amarela do Brasil

Gênese: “Cool Under Pressure” foi o slogan mais recente do design, que exigiu um foco nos detalhes para refletir a herança e a paixão do país. “É como desenhar uma segunda bandeira para um país, você precisa honrar o passado, o país e sua cultura”, diz Hobbins. Com isso, os designers se propuseram a criar um uniforme baseado em quatro pilares de design: desempenho, estilo, espírito e sustentabilidade.

O resultado: Demorou quatro anos para desenvolver o material de jersey, que tinha 56% mais fluxo de ar do que as versões anteriores e era feito de 94% de poliéster reciclado e 6% de algodão – dando a sensação e o caimento do algodão e as propriedades termorreguladoras do poliéster. “À distância, parece limpo e simples, mas de perto você descobre detalhes sutis como a abertura do laser e um pequeno logotipo impresso na parte inferior do número na parte de trás”, diz Hoppins. O logotipo da CBF acima do coração é maior do que os designs anteriores e tem um fio de ouro metálico tecido para capturar os raios do sol enquanto você joga.

a influência: Novas varreduras corporais emparelhadas com mapas de tensão mostraram como a roupa se comportava em movimento, resultando na transição para um ajuste fino que reflete como os tipos de corpo mudaram com a velocidade e a velocidade por excelência no jogo.

READ  Portugal se prepara para defender o título da Copa do Mundo de Beach Soccer de 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *