TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Ministério alerta para risco do uso de cloroquina sem indicação médica

PRF recebe doações de alimentos e kits de higiene para caminhoneiros

Brasil registra 3.904 casos e 114 mortes por covid-19

2,3 milhões de pessoas recebem vacina contra a gripe em São Paulo

Rússia vai fechar todas as fronteiras

Entenda a diferença entre emergência em saúde e estado de calamidade

1/5
Please reload

CNT vai ao STF para impedir fechamento de divisas estaduais

Entidade alega que medidas são ilegais e sem embasamento técnico

 

Por André Richter, da Agência Brasil 
Brasil | 26 de Março de 2020, 23h00

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil 

 

A Confederação Nacional dos Transportes (CNT) entrou hoje (26) com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular decretos estaduais e municipais que determinaram o fechamento de divisas locais como medidas para conter a disseminação do novo coronavírus. 

 

Na ação, a CNT alega que as medidas são ilegais e podem causar danos irreparáveis aos cidadãos e à economia do país. 

 

“Em inobservância às suas competências constitucionais e em contrariedade às normas gerais aplicáveis, governadores de estados e prefeitos de municípios vêm editando atos normativos nitidamente inconstitucionais que determinam, de forma desarrazoada e sem embasamento científico e técnico, o fechamento das fronteiras interestaduais e intermunicipais com a pretensão de minimizar os efeitos do contágio do Covid-19”, argumenta a CNT. 

 

A questão será decidida pelo ministro Luiz Fux, relator do caso.

Please reload

comente.
recomendados para você.

Ministério alerta para risco do uso de cloroquina sem indicação médica

PRF recebe doações de alimentos e kits de higiene para caminhoneiros

Brasil registra 3.904 casos e 114 mortes por covid-19

2,3 milhões de pessoas recebem vacina contra a gripe em São Paulo

Rússia vai fechar todas as fronteiras

Entenda a diferença entre emergência em saúde e estado de calamidade

1/1
Please reload