últimas notícias.

Sertanejos fazem live solidária contra o câncer infantojuvenil

O virtual está cada vez mais presente na nossa vida

OMS: mortes ligadas à covid-19 dispararam na Europa desde março

PGR se manifesta contra pedido para apreender celular de Bolsonaro

Ministro da Justiça pede ao STF suspensão de oitiva de Weintraub

PF investiga desvio de verbas na Prefeitura de Uberaba

1/5
Please reload

Crimes contra a honra na internet: saiba o que pode mudar

Especialista esclarece dúvidas sobre calúnia, difamação e injúria reproduzidos via web

 

Da Redação, Bem Mais Brasília 
Brasil | 08 de Nov de 2019, 12h00

Foto: Reprodução 

 

Calúnia, difamação e injúria fazem parte dos crimes contra a honra que estão presentes nos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal. Cada crime possui uma penalidade diferente que poderá implicar em detenção, reclusão, multa. 

 

A novidade é que foi aprovado na Câmara o aumento da pena, triplicando-a para os crimes contra a honra cometidos nas redes sociais.

 

Após formatação da redação final da proposta do pacote anticrime, do ministro Sérgio Moro, o texto será levado ao plenário.

 

Para a advogada empresarial e digital, Débora Nascimento, crimes contra a honra possuem caráter sério e necessitam ter uma atenção especial, principalmente na atual era digital. “Com o advento das redes sociais ficou muito mais fácil de executar crimes contra a honra. Por serem feitos na maioria das vezes em anonimato, a internet se torna uma verdadeira camada de agressão sem filtros. Além disso, muitos ainda acham que a internet é uma terra sem lei, o que não é verdade”, diz.

 

Continua: “Calúnia é imputar falsamente um fato criminoso a alguém, tendo pena de detenção de 6 meses a 2 anos, e multa. Difamação é desonrar alguém disseminando falsas informações, com a pena de detenção de 3 meses a 1 ano, e multa. Injúria é qualquer ofensa à dignidade, com detenção de um a seis meses ou multa, além da possibilidade de reclusão de um a três anos e multa se ofender raça, religião, etnia, portadores de deficiência e idosos. A grande mudança que está por vir é que todos esses crimes acima, se cometidos na esfera virtual, estarão sujeitos à triplicação da pena”.

 

O protocolo para denúncia de crimes contra a honra via redes sociais é simples. “É muito importante que a pessoa que sofreu as ofensas junte provas sobre o ocorrido para levar à polícia. Como o desaparecimento de provas nas redes sociais é mais difícil, a presença de fotos, textos, vídeos, áudios e quaisquer outros tipos de dados é muito importante para a investigação”, finaliza.

 

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Sertanejos fazem live solidária contra o câncer infantojuvenil

O virtual está cada vez mais presente na nossa vida

OMS: mortes ligadas à covid-19 dispararam na Europa desde março

PGR se manifesta contra pedido para apreender celular de Bolsonaro

Ministro da Justiça pede ao STF suspensão de oitiva de Weintraub

PF investiga desvio de verbas na Prefeitura de Uberaba

1/1
Please reload

TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV