TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Casos de dengue disparam no Brasil neste começo de ano

O perigo de fazer tatuagens para cobrir estrias

5 profissões que podem crescer dentro de um coworking

5 dicas para aliviar o estresse no trabalho

Câncer de colo do útero: 90% dos casos estão relacionados ao HPV

Conheça os benefícios do implante hormonal subcutâneo

1/5
Please reload

Alcolumbre é contra novo imposto sobre movimentação financeira

Para presidente do Senado, brasileiros pagam impostos demais

 

Por Marcelo Brandão, da Agência Brasil 
Política | 11 de Setembro de 2019 - 16:14h

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse hoje (11) que é contrário à criação de um imposto no formato da antiga Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF). Para ele, os brasileiros estão "não aguentam mais" pagar impostos. “Naturalmente, eu escuto alguns setores do governo se manifestarem em relação à criação desse novo imposto e minha posição é de que não é possível. Os brasileiros não aguentam mais pagar imposto”.

 

Alcolumbre lembrou que durante sua atuação como deputado federal, votou pelo fim do imposto, extinto em 2007. “Eu sou contrário, pessoalmente, à criação de mais um imposto na vida das pessoas. Quando ela existia, eu votei para acabar com ela. Então, na minha biografia política eu sempre trabalhei contrário à elevação de tributos na vida das pessoas”.

 

Integrantes da equipe econômica do governo cogitam propor a criação de um novo imposto sobre transações financeiras. Ontem (10), o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que a decisão será de Bolsonaro. “É uma ideia que o governo tem, eu conversei com o professor Marcos Cintra [secretário especial da Receita Federal], mas não foi apresentado ao presidente ainda, e quem decide é o presidente”.

 

Câmara dos Deputados

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também não crê que criação de novo imposto avance na Câmara - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também não acredita que a pauta avance entre os deputados. “Pela reação que eu vi hoje de muitos deputados, me parece que é um tema com obstáculo muito grande. [...] eu não acho que superar a rejeição à CPMF seja uma coisa simples no Brasil de hoje. Acho muito difícil que a gente consiga avançar”, disse hoje, no início da tarde, ao sair de sua casa.

 

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Casos de dengue disparam no Brasil neste começo de ano

O perigo de fazer tatuagens para cobrir estrias

5 profissões que podem crescer dentro de um coworking

5 dicas para aliviar o estresse no trabalho

Câncer de colo do útero: 90% dos casos estão relacionados ao HPV

Conheça os benefícios do implante hormonal subcutâneo

1/1
Please reload