TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Riogaleão terá apenas três voos diários em abril

Brasil tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

A cada hora uma pessoa morre em SP por coronavírus

Distrito Federal tem três mortes por novo coronavírus

Alimentação saudável não pode ser deixada de lado

Banco Central: MP garante proteção legal a funcionários

1/5
Please reload

Tempo é vida. Tempo é Primavera!

Por Hulda Rode, especial para o BMB
Coluna Crônicas da Huldinha | 06 de Setembro de 2019 - 17:00h

 

Minha Brasília!

 

Se não fosse no Planalto Central não teria outro lugar melhor de instituir a capital federal. Aqui temos todas as regiões em um único lugar. Mas se tem algo que é peculiar à nossa é cidade é esse clima.

 

É um clima quente e seco, e ao mesmo tempo uma obra de arte exposta a céu aberta. No segundo semestre, nem a alta temperatura e nem a umidade baixa são capazes de extrair a beleza da nossa cidade.

 

Reparou como a nossa cidade está linda com a chegada dos nossos ipês? Está tão florida, não é mesmo? Mas quando eu olho para os ipês, proponho fazermos uma análise sobre a nossa existência.

 

Qual é a forma como observamos a nossa vida? Apenas o clima seco ou a temporada florida?

 

Se olharmos para o clima, iremos perceber os sinais de incômodo: secura no nariz, início das alergias e compra do kit de emergência para as narinas e para os olhos.

 

Mas se olharmos para as flores? Iremos sentir o vento que passa perto da nossa nuca. Iremos apreciar as cores, quer seja amarelo, branco ou roxo. Iremos perceber que as pessoas se sentem destemidas e param o carro por onde passam só para fazer o registro. Iremos reparar a magia existente próxima em cada planta.

 

Por que isso acontece com mais frequência no período de mudança das estações? Porque nós seres humanos temos a necessidade de viver mudanças, das mais simples, como trocar uma cadeira. Das medianas, como mudar a rota durante um percurso até a padaria, porque vai que o extraordinário aconteça no meio do caminho? E das mais complexas, como mudança de estado civil, de endereço, de cidade ou de nação.

 

Se nenhum dia é igual ao outro, qual a necessidade de permanecermos iguais? Tempo é vida!

 

E por falar em vida, chegamos a um novo mês: é setembro! É o mês mais lindo do ano, isso porque coisas boas acontecem em setembro. Coisas boas acontecem no mundo em setembro. E coisas boas acontecem quando aproveitamos a mudança das estações para mudarmos à nós mesmos.

 

Chega de inverno nas nossas vidas, não é mesmo? Queremos flores! Aliás ganhar flores deveria ser um direito universal.

 

É tempo de primavera! É tempo de vida! Vida a nossa gente, as pessoas que moram em Brasília e as pessoas que admiram Brasília.

Hulda Rode é escritora na Editora HR e escreve quinzenalmente para o Bem Mais Brasília. As crônicas de Huldinha falam sobre vida e sobre gente de Brasília, e sobre esse cotidiano que nos cerca.

 

E-mail: huldarode@gmail.com

@huldarode

 

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Riogaleão terá apenas três voos diários em abril

Brasil tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

A cada hora uma pessoa morre em SP por coronavírus

Distrito Federal tem três mortes por novo coronavírus

Alimentação saudável não pode ser deixada de lado

Banco Central: MP garante proteção legal a funcionários

1/1
Please reload