últimas notícias.

Show em formato drive-in terá como atração os Sertanejos Caio & Henrique

CNJ propõe regionalização e rodízio para juiz de garantias

Aneel dispõe de R$ 16,1 bi para ajudar distribuidoras na pandemia

Governo publica edital para pavimentação da BR-319, no Amazonas

Conselho autoriza suspensão de pagamentos da área de mobilidade urbana

Confiança do consumidor cresce 9 pontos em junho, diz FGV

1/5
Please reload

Vendas, análise de dados e excel são as certificações que os recrutadores mais sentem falta nos profissionais

Segundo dados levantados pela Catho Educação, 81% dos recrutadores afirmam que faltam pessoas qualificadas para vagas ofertadas

 

Da Redação, BMB 
Brasil | 27 de Agosto de 2019 - 18:56h

Imagem: Reprodução 

 

Em um cenário de grande competitividade, a qualificação profissional tem sido fator determinante para a colocação no mercado de trabalho. Mais do que que a aquisição de um diploma, recrutadores têm identificado diversas carências na hora de contratação, é o que um aponta um levantamento realizado pela Catho Educação. Segundo o estudo, realizado com mais de 230 recrutadores, vendas (26%), análise de dados (26%) e excel (23%) são as certificações que mais fazem falta nos profissionais.

 

A pesquisa ainda identificou outros requisitos durante o processo e seleção de candidatos, tais como comunicação e escrita (23%), estratégia (19%), curso técnico (15%) e conhecimento em um segundo idioma (9%).

 

A carência por profissionais qualificados ainda é apontada por 81% dos profissionais de RH como uma das maiores dificuldades do recrutamento. Ainda do ponto de vista do recrutador, falta de atrativos oferecido pelas próprias empresas aos candidato(13%), salários e benefícios abaixo do mercado (13%) e difícil acesso ao local da corporação (5%) são outros pontos impeditivos na hora da contratação.

 

Para Fernando Gaiofatto, gerente de Catho Educação, um curso por si só não é um diferencial para o profissional. O que traz destaque para o currículo é a escolha da qualificação, essa precisa trazer os conhecimentos necessários para o plano de carreira que se almeja alcançar.

 

"Há hoje diversas formas de se qualificar, podem ser cursos presenciais, onlines, de curta ou longa duração. Isso não significa necessariamente que o profissional 'precise' ter uma graduação, significa que ele tem que estar preparado para a sua área de atuação. É isso que a pesquisa aponta, que os recrutadores estão atentos às especificidades", afirma Gaiofatto.

 

O profissional ainda destaca a importância dos cursos de curta a duração, cujo os principais benefícios são: colocação profissional ágil e aumento de renda. "Cursos técnicos, em sua grande maioria, costumam durar, no máximo, dois anos e possuem baixo custo de investimento. Essa formação prepara profissionais completos, pois estes adquirem a técnica especializada necessária para o mercado de trabalho", explica Fernando.

 

Vale ressaltar que para diversas áreas, os cursos de graduação são determinantes para a carreira dos profissionais.Segundo dados da 58º Pesquisa Salarial da Catho, o curso superior proporciona aumento salarial de 45% em cargos como coordenador ou supervisor. Em cargos de profissionais técnicos, esse aumento representa 25%, enquanto assistentes, auxiliares e operacionais recebem 23% de aumento no salário.

 

Com tecnologia de ponta, a Catho, multinacional com mais de 900 colaboradores no Brasil, tem como missão mudar a vida das pessoas por meio do trabalho e carreira. Graças a uma cultura aberta à inovação e à criatividade, a Catho tornou-se uma das melhores empresas de tecnologia para trabalhar no Brasil, segundo o Great Place to Work (GPTW).

 

Na empresa, diversidade e inclusão também são estimuladas e vivenciadas de verdade. Por isso, com o propósito de incluir pessoas com deficiência no mercado de trabalho, desde 2016, a Catho concede gratuidade no acesso a todas as vagas do site para profissionais com deficiência, com laudo, e reabilitados pelo INSS, abrangidos pela lei de cotas.

 

A Catho faz parte do grupo Seek, líder mundial em recrutamento online e considerada a companhia mais inovadora da Austrália. A Seek está presente na Bolsa de Valores da Austrália, além de atuar em países como China, Austrália, Índia, México, Indonésia, Nigéria, África do Sul, Hong Kong e Singapura.

Please reload

comente.
recomendados para você.

Show em formato drive-in terá como atração os Sertanejos Caio & Henrique

CNJ propõe regionalização e rodízio para juiz de garantias

Aneel dispõe de R$ 16,1 bi para ajudar distribuidoras na pandemia

Governo publica edital para pavimentação da BR-319, no Amazonas

Conselho autoriza suspensão de pagamentos da área de mobilidade urbana

Confiança do consumidor cresce 9 pontos em junho, diz FGV

1/1
Please reload

TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV