TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Ministério alerta para risco do uso de cloroquina sem indicação médica

PRF recebe doações de alimentos e kits de higiene para caminhoneiros

Brasil registra 3.904 casos e 114 mortes por covid-19

2,3 milhões de pessoas recebem vacina contra a gripe em São Paulo

Rússia vai fechar todas as fronteiras

Entenda a diferença entre emergência em saúde e estado de calamidade

1/5
Please reload

Segundo navio iraniano deixa Porto de Paranaguá

Por Bruno Bocchini, da Agência Brasil 
Mundo | 29 de Julho de 2019 - 09:22h

 Foto: Reprodução/Internet 

 

O segundo navio iraniano MV Bavant, que ficou aguardando abastecimento no Porto de Paranaguá (PR), recebeu combustível e zarpou neste domingo (28) em direção ao Porto de Bandar Imam Khomeini, no Irã.

 

O navio está carregado com 48 mil toneladas de milho e recebeu 1,3 mil toneladas de combustível. Essa embarcação e a também iraniana MV Termeh – que deixou o porto ontem - estavam paradas há cerca de 50 dias em Paranaguá porque a Petrobras se negava a abastecer os navios de bandeira do Irã. A estimativa é que, juntos, os dois navios levem cerca de 100 mil toneladas de milho, avaliadas em mais de R$ 100 milhões.

 

O governo iraniano está sob sanções aplicadas pelos Estados Unidos. A Petrobras temia violar a legislação norte-americana devido ao embargo e, assim, sofrer prejuízos. No entanto, na última quarta-feira (24), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou que a Petrobras abastecesse os navios.

 

“A decisão do STF garantiu a conclusão de uma operação comercial de exportação de milho ao Irã por uma empresa brasileira não sujeita a sanções pelas autoridades americanas. O entendimento foi de que a Petrobras não poderia sofrer sanções por fornecer esse combustível aos dois navios, até porque está cumprindo uma decisão judicial”, afirmou Rodrigo Cotta, advogado do escritório Kincaid Mendes Vianna, que representa a empresa a Eleva, que fretou os navios para exportar milho.

Please reload

comente.
recomendados para você.

Ministério alerta para risco do uso de cloroquina sem indicação médica

PRF recebe doações de alimentos e kits de higiene para caminhoneiros

Brasil registra 3.904 casos e 114 mortes por covid-19

2,3 milhões de pessoas recebem vacina contra a gripe em São Paulo

Rússia vai fechar todas as fronteiras

Entenda a diferença entre emergência em saúde e estado de calamidade

1/1
Please reload