TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Riogaleão terá apenas três voos diários em abril

Brasil tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

A cada hora uma pessoa morre em SP por coronavírus

Distrito Federal tem três mortes por novo coronavírus

Alimentação saudável não pode ser deixada de lado

Banco Central: MP garante proteção legal a funcionários

1/5
Please reload

Centenário de Claudio Santoro é comemorado no Theatro Municipal do Rio

Por Alana Gandra, da Agência Brasil 
Brasil | 09 de Junho de 2019 - 20:47h

 [Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil]

 

Os 100 anos de nascimento do maestro e compositor Claudio Santoro serão comemorados pela Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro com uma única apresentação, no próximo domingo (16), às 17h. O valor do ingresso será R$ 10 para todos os lugares.

 

O concerto Santoro 100 anos: prelúdios e canções de amor relembra as obras Ponteio, Canto de Amor e Paz, Mini Concerto Grosso, Prelúdios e Canções de Amor, compostas por Santoro, considerado um dos mais versáteis músicos brasileiros, que foi compositor, regente, professor, pesquisador e violinista. A informação é da assessoria de imprensa do Theatro Municipal, vinculado à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro.

 

O acervo de Claudio Santoro, que morreu em 1989, está guardado na casa da viúva, a coreógrafa e musicista Gisèle Santoro, em Brasília. [Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil]

 

O regente Marcelo de Jesus, graduado em piano, composição e regência pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) é o diretor musical e regente da orquestra na homenagem a Santoro. A soprano Flavia Fernandes interpretará Canções de Amor.

 

Nascido em Manauara (AM) no dia 23 de novembro de 1919, Claudio Franco de Sá Santoro foi para o Rio de Janeiro com 13 anos de idade. Na cidade, formou-se, em 1937, no Conservatório de Música do Distrito Federal (Rio de Janeiro). Um ano depois, já era professor assistente da instituição.

 

Em 1940, foi introduzido ao dodecafonismo por Hans Joachin Koellreuter, flautista e compositor alemão que se refugiou no Brasil com a ascensão do nazismo. Santoro compôs mais de 600 obras e recebeu inúmeros títulos e prêmios nacionais e internacionais. Faleceu em Brasília no dia 27 de março de 1989, regendo um ensaio da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional.

 

 

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Riogaleão terá apenas três voos diários em abril

Brasil tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

A cada hora uma pessoa morre em SP por coronavírus

Distrito Federal tem três mortes por novo coronavírus

Alimentação saudável não pode ser deixada de lado

Banco Central: MP garante proteção legal a funcionários

1/1
Please reload