TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Secretária de Educação do Rio testa positivo para covid-19

Coronavírus traz novos desafios para cuidadores de idosos

Japão adota restrições rigorosas de entrada no país

Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe

Rio começa testagem de Coronavírus em massa

Fiocruz receberá R$ 27 milhões do acordo de leniência da J&F

1/5
Please reload

Inca volta a fazer cirurgias depois de constatar água sem contaminação

Procedimentos haviam sidos suspensos após suspeita de contaminação da encanação do instituto

 

Por Jéssica Antunes, da Agência Brasil 

Brasil | Publicado em 1/10/2018 às 12:50

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) voltou a fazer cirurgias em seu principal hospital, na Praça Cruz Vermelha, no centro do Rio, depois de suspender os procedimentos por suspeita de contaminação da água. A decisão de retomar as cirurgias foi tomada com base em análises que mostraram que não há contaminação.

 

As análises foram realizadas pela Vigilância Sanitária, pela empresa terceirizada de controle microbiológico e pela companhia que fez a lavagem do sistema de abastecimento do hospital.

 

Hospital do Câncer.
[Foto: Arquivo Agência Brasil]

 

Os procedimentos cirúrgicos estavam suspensos desde o último dia 24. Serviços de quimioterapia e endoscopia também voltaram a ser feitos.

Segundo o instituto, as torneiras da unidade já estão liberadas para o uso, mas os bebedouros permanecerão bloqueados até hoje, para que seja feita a lavagem de todos os filtros do hospital.  Enquanto isso, o hospital continuará disponibilizando água mineral para pacientes, acompanhantes e colaboradores.

 

Suspeita

 

Após uma pane no sistema de esgotamento do Hospital do Câncer I, no último dia 23, os procedimentos de quimioterapia de adultos e crianças, cirurgia eletiva e endoscopia precisaram ser suspensos. Segundo o Inca, o problema ocorreu em uma bomba responsável pela destinação final dos resíduos de nutrição da unidade.

 

A pane teria afetado a qualidade da água distribuída em uma das colunas do edifício, provocando o descarte de todo o líquido atingido, bem como a higienização e o reabastecimento do reservatório.

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Secretária de Educação do Rio testa positivo para covid-19

Coronavírus traz novos desafios para cuidadores de idosos

Japão adota restrições rigorosas de entrada no país

Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe

Rio começa testagem de Coronavírus em massa

Fiocruz receberá R$ 27 milhões do acordo de leniência da J&F

1/1
Please reload