TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Banco de Brasília lança campanha para compra de respiradores

BRB já liberou mais de R$ 100 milhões por meio do Supera-DF

Confinamento e distanciamento social preocupam psicólogos

Governo usará dados de teles para monitorar circulação de pessoas

João Gabbardo: "Todo mundo vai ter contato com o vírus”

Governo "mudou eixo da economia", diz Paulo Guedes

1/5
Please reload

99 abre cadastro para motoristas estrangeiros no Dia Mundial do Refugiado

App de mobilidade oferece chance de inclusão em parceria com Instituto Adus, ONG que auxilia pessoas em situação de refúgio

 

Da Redação, Bem Mais Brasilia 

Brasil | 20 de Junho de 2018, 11:52h

[Foto: Divulgação/99]

 

A 99, empresa brasileira de mobilidade urbana abre nesta quarta-feira, 20 de junho – Dia Mundial do Refugiado – sua plataforma para o cadastro de motoristas estrangeiros. O aplicativo aperfeiçoou sua tecnologia para que imigrantes possam ser condutores parceiros na plataforma.Aliado a isso, a 99 vai firmar uma colaboração com o Instituto Adus, ONG que auxilia pessoas em situação de refúgio a reconstruírem suas vidas no Brasil. Entre os projetos do Adus estão o curso de português, qualificação profissional e ações culturais.

 

O app também oferece parcerias com locadoras para beneficiar os novos imigrantes. Condutores que já sejam parceiros ou que estejam interessados em se cadastrar poderão alugar carros a preços menores e ter direito a bônus especiais. A ação abre portas para que recém-chegados ao Brasil, que ainda não possuam veículo, possam locá-lo – economizando em manutenção e seguro, por exemplo.

 

Para se cadastrar, os refugiados precisarão de um número de CPF e de uma CNH com EAR (exerce atividade remunerada), que podem ser obtidos junto ao governo brasileiro. “A 99 é genuinamente preocupada com a inclusão, por isso decidimos abrir nossas portas aos refugiados”, diz João Costa, diretor de Produto da 99. “Com isso, esperamos dar a eles a chance de gerar renda e construir uma nova vida no Brasil”, explicou. ”É uma excelente iniciativa que trará mais oportunidades às pessoas em situação de refúgio, para que elas consigam se estabelecer no País e se integrem de fato à sociedade brasileira”, afirma Marcelo Haydu, diretor do Instituto Adus.

 

Sobre a 99

 

A 99, empresa brasileira de mobilidade urbana fundada em 2012, agora faz parte da DiDi Chuxing. A empresa conecta mais de 300 mil motoristas a 14 milhões de passageiros em mais de 500 cidades no Brasil. Como uma das maiores provedoras de mobilidade do país, a startup oferece três tipos de serviços na sua plataforma: 99Pop, categoria de carros particulares presente em mais de 40 regiões metropolitanas e grandes cidades; 99Taxi, categoria que cobre todo o Brasil, e o 99Top, serviço premium de táxis de luxo oferecido em São Paulo. http://www.99app.com/.

 

Sobre o Instituto Adus

 

Fundado em 2010, o Adus, Instituto de Reintegração do Refugiado, já auxiliou mais de 5 mil pessoas em situação de refúgio a reconstruírem suas vidas no Brasil. O Instituto oferece aulas de português, cursos de qualificação profissional, inclusão no mercado de trabalho, entre outros projetos. Em 2016, a entidade criou uma escola de idiomas, o Mente Aberta, que oferece cursos de inglês, francês e espanhol, ministrados por professores refugiados, falantes nativos das línguas. Para conhecer o Adus e colaborar com a causa do refúgio, acesse: www.adus.org.br.

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Banco de Brasília lança campanha para compra de respiradores

BRB já liberou mais de R$ 100 milhões por meio do Supera-DF

Confinamento e distanciamento social preocupam psicólogos

Governo usará dados de teles para monitorar circulação de pessoas

João Gabbardo: "Todo mundo vai ter contato com o vírus”

Governo "mudou eixo da economia", diz Paulo Guedes

1/1
Please reload