últimas notícias.

Nego Rainner faz show drive-in neste sábado, em Brasília

DF: Digital Influencer mirim arrecada donativos para comunidade carente

Show em formato drive-in terá como atração os Sertanejos Caio & Henrique

CNJ propõe regionalização e rodízio para juiz de garantias

Aneel dispõe de R$ 16,1 bi para ajudar distribuidoras na pandemia

Governo publica edital para pavimentação da BR-319, no Amazonas

1/5
Please reload

Último IPC-S indica crescimento da inflação

Levantamento feito na última semana registrou avanço em, pelo menos,

cinco capitais. Os itens de maior impacto inflacionário foram gasolina (2,7%) e gás de cozinha (2,08%)

 

Por Guilherme Vicente
Bem +Brasília | 04 de Outubro de 2017

 Consumidores têm ido mais ao mercado e levado menos para casa. (Foto: Agência Brasil) 

 

 

O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE/FGV) divulgou os resultados do último Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), que mostra aumento da inflação no último mês.

 

Das sete capitais pesquisadas nas últimas duas semanas do mês de setembro, quatro apresentaram avanço significativo no IPC-S. A maior alta registrada foi em Recife, 0,20% em relação à última pesquisa, que registrou 0,07%. Em seguida, Salvador, com um aumento de 0,6%, e Brasília, com 0,04% de aumento.

 

Já a capital mineira, Belo Horizonte, manteve o índice de 0,22%. Diferente da capital gaúcha, Porto Alegre, que apresentou uma queda de 0,02 ponto percentual, ao passar de -0,22% para -0,24%.

 

Apesar do avanço apresentado no último levantamento, a capital carioca e a capital paulista registraram deflação – baixa dos preços. A maior queda foi registrada em São Paulo, 0,7%, seguida do Rio de Janeiro, 0,06%.

 

Entenda como é medido o IPC-S

 

O Índice de Preço ao Consumidor Semanal mede a variação de preços de um conjunto de bens e serviços utilizados diariamente por famílias com renda de 1 a 33 salários-mínimos mensais. A pesquisa é feita com base em um sistema de coleta quadrissemanal, com fechamento em datas preestabelecidas (07, 15, 22 e 31) para avaliar o poder de compra do consumidor.

 

A pesquisa leva em conta os gastos dos brasileiros com alimentação, habitação, vestuário, saúde e cuidados pessoais, educação, leitura e recreação, transportes, despesas diversas e comunicação nas sete principais capitais do País: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília.

Please reload

comente.
recomendados para você.

Nego Rainner faz show drive-in neste sábado, em Brasília

DF: Digital Influencer mirim arrecada donativos para comunidade carente

Show em formato drive-in terá como atração os Sertanejos Caio & Henrique

CNJ propõe regionalização e rodízio para juiz de garantias

Aneel dispõe de R$ 16,1 bi para ajudar distribuidoras na pandemia

Governo publica edital para pavimentação da BR-319, no Amazonas

1/1
Please reload

TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV