TERMOS DE US0

CONHEÇA

EXPEDIENTE 

ANUNCIE

APOIE

FALE COM O BMB 

OPINIÃO 

BMB TV

PARCEIROS:

Todos os direitos reservados.

últimas notícias.

Riogaleão terá apenas três voos diários em abril

Brasil tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

A cada hora uma pessoa morre em SP por coronavírus

Distrito Federal tem três mortes por novo coronavírus

Alimentação saudável não pode ser deixada de lado

Banco Central: MP garante proteção legal a funcionários

1/5
Please reload

O que tem de errado comigo?

Por Wallinson Leandro, do Bem +Brasília 
Coluna Fora do Armário | 13 de Setembro de 2017

Sabe-se que, desde os primórdios da humanidade, a homossexualidade existe. Na Grécia Antiga, cerca de 1750 a.C., a relação entre homens era bem comum. Inclusive, acreditava-se que esse contato entre os homens mais velhos e os novos era uma forma de adquirir a virtude e os ensinamentos filosóficos dos mais vividos, coisa de que Sócrates era adepto.

 

Nas ilhas de Fiji, Salomão e Nova Guiné, há 10 mil anos, as tribos sequer faziam distinção entre ser hétero ou homo. Essas definições só surgiram com o advento do cristianismo.

 

Essa introdução histórica é para você que acha “errado” ou “estranho” a “prática” gay. Quero mostrar que essas relações não começaram hoje, mas são comuns desde civilizações antigas.

 

É valido termos o entendimento de que atualmente há um modelo familiar patriarcal tido como correto. Obviamente, ao se deparar com diferentes formas de viver de pessoas de dentro da cultura familiar vigente, há choques culturais.

 

Essa compreensão do diferente não deveria abrir brechas para o preconceito e para a discriminação, que avassalam pessoas homoafetivas. Os resultados dessa discriminação são homicídio, suicídio, expulsão dos grupos sociais e, muitas vezes, uma vida solitária.

 

Mas você pode pensar – “Isso é exagero de gays, eles querem privilégios, eles não se respeitam”... O respeito não segue orientação sexual. É bom que todos o tenham. Privilégios, para os conservadores, é um Projeto de Lei que tramita no congresso para tornar crime a homofobia. Você acredita mesmo que é privilégio querer um rigor maior nas leis para quem se preocupa com a vida do outro? A homofobia nada mais é do que o incômodo que me dá ao ver pessoas do mesmo sexo se relacionando afetivamente.

 

Só no ano passado, o Grupo Gay da Bahia (GGH) registrou 343 casos de assassinatos de pessoas LGBTT. Isso significa que, a cada 25 horas, morre uma pessoa homoafetiva. Nesse relatório, a capital com maior índice é São Paulo. Ainda assim, há quem acredite em privilégio que haja uma lei para coibir esses crimes.

 

O polêmico Projeto de Lei nº 122/2006 visa criminalizar a discriminação motivada por orientação sexual ou identidade de gênero. Assim, a lei do racismo seria alterada com a inclusão da discriminação sexual. O que se busca nada mais é que o respeito às diversidades; seja sexual, seja cultural, seja religiosa, seja linguística. Todos os dias inúmeros meninos e meninas crescem ouvindo palavras que ofendem nas salas de aula, nas ruas, apenas por serem “diferentes”.

 

O respeito é o começo de tudo para se viver bem em sociedade. O homem deve ser ensinado em casa que a mulher não é mais nem menos que ele, mas que todos são iguais em direitos e deveres.

 

Às vezes, algumas pessoas não sabem o quanto é difícil viver dentro do armário por medo de se mostrar já que muitos não sabem como é grandioso para um jovem que recentemente se assumiu acordar no outro dia e o primeiro pensamento que ele tem é: “eu posso ser quem eu sempre quis ser”.

 

Talvez para nós, LGBTTs, essa seja uma das partes mais incríveis da vida, porque ainda há outras barreiras que enfrentamos com amigos, familiares e no trabalho.

 

O pior de tudo é ter preconceito consigo mesmo, não se aceitar. Isso demora para mudar e leva tempo para entender que não há nada de errado em ser homossexual, que ninguém vai para o inferno por ser homossexual e que homossexualidade não é doença.

 

Respeito às diversidades!

 

 

 

Please reload

comente.
recomendados para você.

Riogaleão terá apenas três voos diários em abril

Brasil tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

A cada hora uma pessoa morre em SP por coronavírus

Distrito Federal tem três mortes por novo coronavírus

Alimentação saudável não pode ser deixada de lado

Banco Central: MP garante proteção legal a funcionários

1/1
Please reload