Portugal: Quase nove em cada 10 casos COVID-19 são delta


por NewsDesk Tweet incorporar

A variante delta já responde por 88,6% dos casos de COVID-19 em Portugal e é dominante em todas as regiões do país, de acordo com o relatório de sequenciação genética, para o período entre 28 de junho e 4 de julho, de acordo com o relatório de sequenciamento genético. Dr. Ricardo Jorge No Instituto Nacional de Saúde.

Foto de Gerd Altman do Pixabay

A análise mostra que nas regiões do Algarve, Lisboa e Vale do Tejo, a variante é mesmo responsável por 100% das lesões. Quase todos os casos analisados ​​no Alentejo (95%) são também deste tipo, que é mais transmissível. No norte 88,2% e no meio 81,8%.

Os Açores (62,5%) e a Madeira (79,2%) apresentam proporções ligeiramente inferiores, mas ainda dominam.

A variante alfa, que foi originalmente identificada no Reino Unido, agora responde por 10,2% dos casos em todo o país.

O relatório observa que mesmo “nenhum novo caso da variante Lambda (C.37) foi detectado, que se caracterizou por sua prevalência nas regiões do Peru e Chile”.

Até agora, Portugal notificou um total de 927.424 casos, incluindo 17.179. Quase 11 milhões de doses da vacina COVID-19 foram administradas.

Alemanha: doença do legionário infecta cinco, mata dois em Heilbronn

Inglaterra relata aumento de surto de norovírus

A Finlândia relatou muitos novos casos de COVID-19 entre jovens socialmente ativos, a maioria dos novos casos causados ​​pela variante delta

Anunciando um surto de sífilis na Irlanda

Situação variável delta na Suécia: dominará nos próximos meses

READ  Espanha estende controle de fronteira com Portugal até março

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *