Portugal prorroga validade de documentos e vistos de imigração até 30 de junho de 2025

O governo português decidiu prorrogar por um ano a validade de documentos e vistos para migrantes, até 30 de junho de 2025.

Além disso, o governo também estabeleceu uma estrutura de missão para restaurar as operações suspensas, informa o Schengen News.

Através de comunicado, o Governo de Portugal indica que aprovou um decreto-lei que atribui à Agência de Integração, Imigração e Asilo (AIMA) a tarefa de atrair proactivamente migrantes, assumindo o Observatório das Migrações e a sua discricionariedade enquanto órgão daquele governo agência.

O governo português aprovou também uma resolução que estabelece uma estrutura de missão para a recuperação de operações suspensas na AIMA, a quem caberá analisar e decidir sobre operações suspensas para regulação de estrangeiros, segundo reportagem do Portugal News.

A estrutura da missão funcionará até 2 de junho de 2025 e incluirá até 300 pessoas dedicadas a funções relacionadas tanto com o processamento de processos administrativos como com a assistência aos requerentes.

Agência de Integração, Migração e Asilo (AIMA)

Mais de 400 mil casos de migrantes estão pendentes em Portugal, segundo a AIMA

Recentemente, o chefe da Agência de Integração, Migração e Asilo (AIMA), Luis Goes Pinheiro, disse que havia um total de 410 mil casos de migrantes pendentes em Portugal.

Para fazer face à situação, Pinheiro disse que a agência de migração vai contratar mais de 100 funcionários. Porém, o número não é suficiente para atender às necessidades.

Ele prometeu avançar com mais de 400 mil casos pendentes até o próximo verão.

Quando a administração da AIMA assumiu funções, prometeu resolver as questões pendentes e concluir os processos dos utilizadores da AIMA dentro dos prazos estipulados. Prometi fazer isto até ao verão de 2025. O que quero dizer aqui é que o faremos.

Chefe da Agência de Integração, Migração e Asilo (AIMA), Gus Pinheiro

O Presidente da AIMA também garantiu que estas questões seriam resolvidas, assegurando ao mesmo tempo que mais de metade dos processos pendentes foram efectivamente pagos pelos requerentes migrantes.

READ  Covid-19: atualização semanal de Portugal, 2 de abril

Mais de um milhão de estrangeiros viverão em Portugal em 2023

No início deste mês, a Agência Portuguesa de Integração, Imigração e Asilo (AIMA) revelou que no ano passado viveram em Portugal mais de um milhão de estrangeiros.

A AIMA observou que o número é o mais elevado alguma vez registado, representando um aumento de 130 por cento em comparação com as estatísticas de 2022.

Um relatório do Diario de Noticias revelou que um total de 392.000 pessoas adicionais obtiveram autorizações de residência no ano passado, em comparação com as estatísticas de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *