Portugal brilha no Euro Sub-21 depois de vencer por 9-0 no Liechtenstein

Portugal venceu o Liechtenstein em Vaduz, conquistando uma confortável vitória por 9-0 nas eliminatórias do Campeonato da Europa de Sub-21. O Equipa das Quinas sentiu muito amor no Rheinpark Stadion devido ao grande apoio português, que ficou todo orgulhoso com uma bela exibição frente a um adversário inferior.

Portugal dominou desde o apito até ao final, e Fabio Silva fez um hat-trick e Vitor Oliveira bisou. Paulo Bernardo participou no primeiro tempo com Fabio Carvalho, Henrique Araujo e Gonzalo Ramos no banco para marcar nos últimos 15 minutos.

Rui Jorge fez mais alterações para dar tempo de jogar a alguns dos seus jogadores marginalizados, ao mesmo tempo que garantiu o primeiro lugar no Grupo D. Zé Carlos, David Costa e Francisco Conceição fizeram as suas estreias, Gonzalo Tabuaço e Rodrygo Conceição foram titulares e Vasco Sousa garantiu o seu primeiro internacional sub-21 no banco.

Mão única

O estilo do jogo foi definido nos primeiros minutos, com Portugal a aumentar a pressão e o Liechtenstein não conseguiu sair do seu meio-campo.

Francisco Conceição aproveitou uma distração solta com seu chute de Luca Fagnoni. Portugal assumiu a liderança na cobrança de escanteio resultante, e David Costa acertou seu chute em Fabio Silva, que cabeceou para Fagnoni.

Francisco lesionou-se após uma entrada tardia de Tim Schreiber, mas estava atento, defendendo o seu remate antes de o remate de Paolo Bernardo cruzar por pouco o canto superior.

Portugal estava repetindo táticas que efetivamente funcionaram na vitória por 11 a 0 sobre o Liechtenstein em Wiesela, especificamente bolas sobre a defesa dos anfitriões para ultrapassar um bloco baixo compacto.

Zi encontrou Carlos Fabio Silva mandando a bola por cima do travessão, depois Silva trocou passes com David Costa antes de seu chute sair na trave.

READ  Principal partido da oposição de Portugal promete redução de impostos com a aproximação das eleições

Francisco Conceição não conseguiu recuperar do golpe inicial e foi substituído por Vasco Sousa aos 23 minutos.

O final do primeiro tempo floresceu

Quatro minutos depois, Silva marcou seu segundo gol de cabeça no segundo poste, após Eduardo Quaresma marcar um escanteio em seu caminho.

O chute de David Costa passou por cima do travessão e Silva cabeceou direto para Fanoni e as chances continuaram. Vasco Sousa aproximou-se aos 36 minutos, quando recebeu cruzamento de Rodrigo Conceição com remate forte que foi defendido por Vanioni.

Sousa atirou por cima do travessão antes de passar aos 42 minutos, num passe inteligente para Paulo Bernardo que não falhou. Portugal fez 4-0 no final da primeira parte, quando Vitor Oliveira mandou para as redes um cruzamento de Bernardo.

Chame um táxi para Vanoni

A segunda parte viu o fluxo contínuo de oportunidades para a equipa de Rui Jorge. Vasco Sousa acertou por cima do travessão, cabeceamento de Silva foi defendido, Vítor Oliveira cabeceou de longe e a cobrança de falta de Alexandre Pinetra falhou o gol.

No entanto, Portugal não foi rejeitado, e Silva fez um hat-trick aos 57 minutos, quando se esticou para receber um cruzamento de David Costa, e Fagnoni estava muito quente.

Portugal marcou 6-0 aos 65 minutos depois de uma boa jogada da equipa. Bernardo soltou Silva, o atacante ganhou a bola para Vitor Oliveira, que fez um chute simples.

Submarinos entram em ação

Rui Jorge fez quatro substituições aos 76 minutos, quando deu lugar a Paulo Bernardo, David Costa, Vitor Oliveira e Fabio Silva para André Almeida, Fabio Carvalho, Henrique Araujo e Gonzalo Ramos.

O alarme soou para os anfitriões e levou menos de dois minutos para Portugal marcar em sétimo. Almeida e Rodrigo Conceição combinaram a ala direita com passe cruzado de Conceição que caiu para Fabio Carvalho, que disparou das pernas de Fagnoni.

READ  A França segurou o desperdício de casa, e a França segurou

Foi a vez de Henrique Araújo interferir aos 83 minutos, quando recebeu cruzamento de Rafael Rodriguez e cabeceou para o canto mais distante. Araújo então passou por dois zagueiros e chutou para fora.

Gonzalo Ramos não foi negado, pois marcou aos 90 minutos para garantir que todos os quatro atacantes deixassem o Liechtenstein com um gol. Vanioni cobrou escanteio, e a bola voltou para a zona de perigo onde Ramos acertou a bola e bateu o goleiro impotente que pegou a bola de sua rede pela nona e última vez.

Análise

Depois de uma derrota por 11-0 em Visela, Portugal marcou 20 golos ao Liechtenstein que não pareciam estar a marcar. A Equipa das Cuenas marcou até agora 39 golos em nove jogos de qualificação com apenas dois sofridos.

A táctica de Rui Jorge manteve-se no Vaduz, com frequentes lançamentos longos a continuar a causar estragos na defesa do Liechtenstein, que esteve sob pressão durante todo o jogo. O goleiro Luca Fagnoni teve uma noite inesquecível pelos motivos errados.

Jorge continuou sua distribuição pela primeira vez e já usou 35 jogadores nos playoffs. Sua primeira escolha chegou perto de formar seu time, mas ele não deixou pedra sobre pedra em sua busca por jogadores que pudessem adicionar força ao seu time.

O nível da oposição deve ser considerado, mas David Costa aproveitou a chance com um gol contra a Bielorrússia e uma atuação sólida em Vaduz. Vários dos jogadores convocados por Jorge esta semana têm passado despercebidos ao nível do clube – Costa no Lens, Rodrigo Conceição no Moreirense e Zé Carlos no Varzim.

Francisco Conceição e seu irmão Rodrygo estavam no time titular e estavam claramente se divertindo na ala direita antes de Francisco ser forçado a sair do campo com uma lesão no primeiro tempo.

READ  Rússia reduz dados da Covid e triplica número de mortes | Globalismo

Portugal merece uma multidão quando receber a Grécia em Barcelos na noite de sábado, o último jogo de qualificação de uma longa e bem sucedida campanha com vitórias na Islândia, Chipre, Grécia e Arménia.

Destaques

Alinhados

Portugal (4-3-1-2): Gonzalo Tabuaço – Rodrigo Conceição, Alexandre Pinetra, Eduardo Quaresma, Rafael Rodriguez – Paulo Bernardo (Andre Almeida 77′), Zee Carlos, David Costa (Fabio Carvalho 77′) – Francisco Conceição (Vasco Henra 23′) – Fabio Abiquiu 77′) Vítor Oliveira (Gonçalo Ramos 77′)

Alternativas não utilizadas: Samuel Soares, Gonzalo Inácio, João Mário e Thiago Dantas

Treinador: Roy Jorge

Objetivos

[1-0] – Fábio Silva 3′

[2-0] – Fábio Silva 27′

[3-0] – Paulo Bernardo 42′

[4-0] – Vítor Oliveira 45′

[5-0] – Fábio Silva 57′

[6-0] – Vítor Oliveira 65′

[7-0] – Fábio Carvalho 78′

[8-0] – Henrique Araújo 80′

[9-0] – Gonzalo Ramos 90′

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.