Pessoas do Reino Unido, Portugal e Chipre agora estão sujeitas a requisitos de quarentena ao entrar na Estônia

As autoridades da Estônia anunciaram que o Reino Unido, Portugal e Chipre foram adicionados à lista de países gravemente afetados pelo COVID-19, com uma taxa de infecção de mais de 150 pessoas infectadas por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias.

Assim, isso significa que as chegadas dos três países estarão agora sujeitas a uma exigência de quarentena de dez dias ao entrar na Estônia, relata SchengenVisaInfo.com.

De acordo com o Itamaraty, a nova decisão entrará em vigor amanhã, 5 de julho, e vigorará até o dia 11 de julho para evitar outro aumento nos casos de infecção por coronavírus.

O Departamento de Estado exige que todos os viajantes estrangeiros se familiarizem com os requisitos de passagem de fronteira do país de trânsito e destino e avaliem a necessidade de sua viagem. Deve-se ter em mente que os países podem, a curto prazo, tomar medidas para prevenir a propagação de novas cepas, a fim de limitar a propagação de novas cepas, “ Foi afirmado na declaração do ministério.

Por outro lado, baixas taxas de infecção de menos de 150 casos por 100.000 habitantes foram registradas nos últimos 14 dias em muitos países europeus.

Assim, as chegadas dos seguintes países não são obrigadas a seguir medidas de quarentena ao entrar na Estônia: Andorra, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, Holanda, Croácia, Irlanda, Islândia, Itália, Grécia, Lituânia, Liechtenstein, Luxemburgo, Letônia, Malta Mônaco, Noruega, Polônia, França, Suécia, Romênia, Alemanha, San Marino, Eslováquia, Eslovênia, Finlândia, Suíça, Dinamarca, República Tcheca e Hungria.

Anteriormente, as chegadas da Letônia e da Dinamarca eram obrigadas a permanecer em quarentena por dez dias ao entrar na Estônia, mas devido à melhoria da situação epidemiológica, os viajantes dos dois países agora podem entrar no território estoniano sem restrições.

READ  Presidente do Banco do Brasil renuncia após discussão com Bolsonaro sobre plano de austeridade para fechamento de 200 agências - MercoPress

Além disso, desde 21 de junho, todos os nacionais de países terceiros vacinados estão autorizados a entrar na Estônia para fins de viagem sem passar por requisitos de quarentena, desde que seu país de origem tenha relatado uma taxa de infecção de menos de 75 pessoas infectadas por 100.000 residentes nos últimos dois semanas.

Isso se aplica a chegadas dos seguintes países terceiros: Albânia, Armênia, Austrália, Azerbaijão, EUA, Bósnia e Herzegovina, Brunei, Hong Kong, Israel, Japão, Jordânia, Líbano, Coreia do Sul, Macau, Moldávia, Montenegro, Canadá, Catar, Kosovo, Macedônia do Norte, Ruanda, Arábia Saudita, Sérvia, Cingapura, Tailândia, Taiwan e Nova Zelândia.

Já as pessoas oriundas de países terceiros não mencionados acima, são obrigadas a permanecer em autoisolamento por dez dias, com a possibilidade de encerrar a quarentena mais cedo se forem apresentados dois resultados negativos de testes.

Em 4 de julho, a Estônia identificou 131.123 casos de COVID-19 e 1.269 mortes. Até agora, o país forneceu cerca de 970.808 doses da vacina, o que significa que 36,6% da população total foi totalmente vacinada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *