OMS cita o sucesso de Portugal

A Organização Mundial de Saúde afirmou que o número de casos e mortes em Portugal indica a eficácia das vacinas contra a Covid-19, mas alertou que a imunização por si só “não é suficiente para acabar com a epidemia”.

Portugal tem uma cobertura vacinal muito elevada e o número de casos é muito inferior do que durante esta pandemia. A taxa de mortalidade também é muito baixa, apesar de cada uma dessas mortes ser trágica ”, disse o chefe técnico da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a epidemia.

Maria Van Kerkhove, em entrevista coletiva, destacou que o principal objetivo das vacinas contra o vírus SARS-CoV-2 é prevenir casos graves de covid-19 e mortes que ocorrem em países com altas taxas de vacinação.

As vacinas Covid-19 usadas são incrivelmente eficazes na prevenção de hospitalizações e a necessidade de as pessoas irem para unidades de terapia intensiva. O que vemos em Portugal, assim como em muitos países, é o que está a acontecer. Os dados confirmam isso. “Essa é uma boa notícia”, disse o epidemiologista.

Apesar disso, Maria Van Kerkhove alertou que “as vacinas por si só não são suficientes para acabar com a epidemia”, destacando que a Organização Mundial da Saúde continua a “aconselhá-la veementemente” a adotar outras medidas, como o distanciamento social, o uso de máscaras e ventilação interna . Limpadores, como forma de prevenir a propagação da infecção.

“Temos hoje muitas ferramentas disponíveis que podem não só salvar vidas, mas também reduzir a transmissão do vírus”, enfatizou o técnico responsável pela Organização Mundial da Saúde, que admitiu que o número de infecções na Europa está aumentando com o advento da inverno. .

“A Europa viu um aumento nos casos nas últimas cinco semanas e um aumento nas mortes nas últimas seis semanas”, disse Maria Van Kerkhove.

READ  Enquanto a Suíça luta pela vacinação, Portugal já acabou

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *