O popular álbum psicológico de Nelson Angelo & Joyce de 1972 é uma experiência espiritual

“ Uma pessoa que entrou em uma loja de discos no Brasil em 1974 pode pensar que o país enlouqueceu, Andrei Parsisenky escreve na língua O misterioso pavão, Um livro sobre a música pop brasileira nos anos 1974-1983.

A década de 1970 foi uma década interessante para a música no Brasil. Entre a influência das teorias ocultas no rock e na soul music como artistas Raul SixasE a Equipe maia, E as Jorge I.; Inovação estética visual e acústica de Seco, molhado; E o ex-príncipe do pop Ronnie Vaughn Se estabeleceu como o pioneiro do rock psicodélico no país, todos estavam perdendo e fazendo testes para a música. O florescimento de tudo durante a ditadura militar foi talvez mais sintoma do que irônico.

Em meio ao caos, o cantor e compositor Nelson Angelo e Joyce trouxeram sua romântica parceria para a música e criaram um dos álbuns mais populares e sucessos entre os fãs da música brasileira: o nome homogêneo Nelson Angelo e Joyce (1972), foi relançado em formato de CD em 2002 e Vinil em 2019 (Ferreira, 2019).

Avançado em seu som simples, o álbum explora a voz terna de Joyce e os vocais melancólicos de Angelo com as melodias do Samba em forma de feitiço. Existe até uma faixa intitulada “Mantra, mantra”. A dupla mistura bossa nova e rock psicodélico acústico em arranjos que combinam sons da natureza e tambores rituais. O resultado é um disco folk psicodélico que é ouvido como meditação, uma experiência espiritual. Não há referências religiosas ou filosóficas explícitas – e não há necessidade delas. No entanto, Angelo e Joyce não se abstêm de dialogar com conceitos como a magia do número sete em “Sete cães” (“Sete cães”).

READ  Crypto.com lança transferências bancárias em BRL e português do Brasil

A primeira faixa, Sabor de Frutas (“O sabor da fruta”), dá o tom. “Há gosto de fruta, e cheiro de arbusto em minha mente / (…) vou realizar o tempo, encontrar vida de outras formas”, canta a dupla, seguida da filosofia “Universo Hotel” (“Universo Hotel “). A vida como um conjunto de jornadas temporárias e fazer parte da natureza são os pensamentos que a permeiam Nelson Angelo e Joyce. Tanto que o álbum, coerentemente com o seu início, termina com “Tudo começa de novo”, uma ode ao lado cíclico da vida.

Quanto à natureza, além das referências líricas, sua presença é sentida principalmente nos instrumentos musicais. Quase como uma fazenda ou floresta, ele é o terceiro membro da equipe de Nelson Angelo e Joyce. É difícil não se referir à relação entre Nelson Angelo e JoyceRural Spirit e o mineiro Angelo, porto da cultura rural brasileira, estado no qual a banda brasileira Arcadez ganhou força quase 200 anos antes do lançamento do álbum.

Mas então Nelson Angelo e Joyce É um produto a qualquer momento, é um produto próprio. Diante de bombardeios no Vietnã e da tortura física de oponentes ideológicos do governo no Brasil, Nelson Angelo e Joyce canta sobre refugiados espirituais, a vida após a morte e a interconexão com o universo. “Uma oração pelas pessoas que nunca vão parar de chorar / (…) todo o meu amor pelas pessoas que nunca vão deixar de amar”, canta Ângelo em “Pessoas”. É um inimigo da paz em resposta a um mundo em guerra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *