MotoGP em Portugal: “As pessoas estão a falar, não sabem do que estão a falar mas continuam a falar de qualquer forma e acho que está tudo bem”

Miguel Oliveira é um dos principais atletas portugueses que goza de maior atenção internacional. Numa entrevista que o concorrente concedeu ao motogp.com, o 88º concorrente deparou-se com a possibilidade de ganhar o estatuto de superstar ou ser visto como herói nacional pelos adeptos e residentes portugueses.

Na visão de Oliveira, o reconhecimento que tem recebido do público é fruto de seu trabalho. O #88 diz ainda que o MotoGP está a ganhar “um significado diferente em Portugal” e que hoje há mais pessoas que seguem a modalidade.

Não é que não me sinta confortável mas não me vejo como uma superestrela ou uma pessoa famosa, mas com certeza já fiz um lugar entre os fãs e a maioria dos portugueses é um lugar muito popular, as pessoas apreciam eu por carregar a bandeira no torneio e realmente estar lá. Não é uma coisa ruim, mas é resultado do que estamos fazendo e, finalmente, tendo essa popularidade, também me sinto sortudo por ser o único que compartilha esse apoio. Os adeptos portugueses são fantásticos. Ao longo dos anos tenho visto a comunidade crescer e crescer e as motos em Portugal ganharem um significado diferente e as pessoas falarem mais sobre isso, o que é meio fofo mas também leva a alguns mal-entendidos e algumas discussões muito engraçadas nas redes sociais. Faz parte das coisas e eu não vejo isso como uma coisa ruim. As pessoas falam, não sabem do que estão falando, mas ainda assim falam e acho que isso é uma coisa boa’, O piloto da KTM disse em entrevista quando o MotoGP estava em Sachsenring.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.