Mercosul da América do Sul e Cingapura concluem negociações sobre acordo comercial

BRASÍLIA (Reuters) – Os ministérios da Economia e Relações Exteriores do Brasil disseram que o bloco comercial sul-americano Mercosul concluiu nesta quarta-feira as negociações sobre um acordo comercial com Cingapura.

O acordo – que foi finalizado em reunião com a presença do bloco de países do Mercosul, Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai, no Paraguai, mas ainda não foi assinado – aborda uma variedade de questões alfandegárias e regulatórias.

Também estabelece obrigações relativas a serviços financeiros e trânsito de pessoas entre países.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

O Ministério da Economia disse que o acordo, que vem depois de ter sido concluído no início deste ano entre Cingapura e a Aliança do Pacífico da Colômbia, México, Peru e Chile, pode aumentar o produto interno bruto do Brasil em 28,1 bilhões de reais (5,14 bilhões de dólares) entre 2022 e 2041.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse em 2019 que esperava que o Mercosul fechasse acordos com Cingapura, assim como Canadá e Coreia do Sul.

O ministério disse que o investimento de Cingapura no país pode aumentar em 11,1 bilhões de reais até 2041, enquanto as exportações do Brasil para o país asiático podem crescer em 21,2 bilhões de reais.

O contrato será submetido à avaliação jurídica e será assinado posteriormente.

(1 dólar = 5,4714 riais)

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

(Relatório de Bernardo Kram). Escrito por Peter Frontini. Edição por Sandra Mahler

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.