Mercadoliber firma parceria com Mastercard para proteger seu ecossistema de criptomoedas no Brasil – Bitcoin News

O Mercadoliber, um dos maiores “varejistas eletrônicos” da América Latina, está em parceria com a gigante de crédito Mastercard para alavancar sua tecnologia para proteger o ecossistema de criptomoedas da empresa. Por meio dessa parceria, o Mercadoliber poderá usar a tecnologia Ciphertrace da Mastercard, permitindo que a empresa aprimore o controle e a segurança das transações de criptomoedas em seu ecossistema de negociação.

Mercadoliber reforça a vigilância criptográfica

A Mercadoliber, líder em personalização eletrônica para a América Latina, fez parceria com a Mastercard, empresa de tecnologia de crédito, para melhorar a devida diligência ao avaliar riscos em sua plataforma de negociação de criptomoedas. A empresa, que introduziu o comércio de criptomoedas por meio de seu sistema de pagamento, o Mercado Pago, usará a tecnologia da Mastercard para rastrear transações em seus serviços de negociação para evitar lavagem de dinheiro e outros crimes.

A tecnologia da Mastercard, que vem da aquisição da empresa de auditoria de blockchain Ciphertrace, permitirá que o Mercadoliber monitore, identifique e avalie riscos enquanto ajuda o varejista a cumprir suas obrigações regulatórias, de acordo com Relações Públicas declaração emitido pela empresa.

Sobre a importância dessa parceria para o aprimoramento de seus produtos, Paola Arrigoy, vice-presidente e COO do Mercado Pago afirmou:

Em linha com nosso objetivo de democratizar o comércio e os serviços financeiros, queremos quebrar mais barreiras e oferecer uma experiência simples e segura com ativos criptográficos. Nossa aliança com a Mastercard aprimora a educação financeira, a experiência do usuário e a transparência no setor.


Leis de conformidade e criptografia no Brasil

O Brasil é um dos mercados de criptomoedas mais importantes da América Latina, com níveis de adoção atingindo números altos, informa a Mastercard Brasil. A conformidade e a devida diligência estão se tornando mais importantes nos ambientes latino-americanos e no país, já que o governo se concentra em aprovar a lei de criptomoedas ainda este ano.

READ  LG para expandir instalações de produção no Brasil; Impulsione o crescimento econômico

Sobre a questão do compliance, Ajay Bhalla, Head of Cyber ​​and Intelligence da Mastercard, disse:

O potencial das criptomoedas para mudar nossas experiências cotidianas é enorme, mas todas as interações e experiências devem ser protegidas.

O Mercadoliber investe em criptomoedas desde janeiro, com a empresa anunciando investimentos estratégicos na Paxos, uma empresa de tokens, e no Mercado Bitcoin, uma exchange de criptomoedas com sede na América Latina, em janeiro. Além disso, a empresa comprou US$ 7,8 milhões em bitcoin em abril passado para seu cofre.

O que você acha da última parceria entre Mercadoliber e Mastercard? Conte-nos na seção de comentários abaixo.

Sérgio Goshchenko

Sergio é um jornalista de criptomoedas baseado na Venezuela. Descrevendo-se como um retardatário, ele entrou no mundo das criptomoedas quando o aumento dos preços ocorreu em dezembro de 2017. Por ter formação em engenharia da computação, morar na Venezuela e ser influenciado pelo boom das criptomoedas em nível social, ele oferece uma experiência diferente. perspectiva sobre o sucesso da criptomoeda e como ela ajuda as pessoas. Aqueles que não lidam com bancos estão em desvantagem.

créditos fotográficos: Shutterstock, Pixabay, Wiki Commons, Sharaf Maksumov

aviso Legal: Este artigo é somente para propósitos de informação. Não é uma oferta direta ou solicitação de uma oferta de compra ou venda, ou uma recomendação ou endosso de quaisquer produtos, serviços ou empresas. Bitcoin.com Não fornece consultoria de investimento, fiscal, legal ou contábil. Nem a Empresa nem o autor serão responsáveis, direta ou indiretamente, por qualquer dano ou perda causada ou alegadamente causada por ou em conexão com o uso ou dependência de qualquer conteúdo, bens ou serviços mencionados neste artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.