Marta Bako sagrada campeã mundial de windsurf

A surfista portuguesa Marta Bako sagrou-se campeã do mundo no VI1 World Windsurfing Championships, para atletas com deficiência visual.

Já para Paco, de 16 anos, sua pontuação total chegou a 16,33 pontos, deixando a espanhola Carmen Lopez em segundo lugar com 7,53, e a norte-americana Barbie Pacheco em terceiro lugar com 2,77.

A surfista portuguesa dominou a competição frente aos seus adversários, conseguindo quatro melhores ondas na final.

A adolescente de Viana do Castelo, atleta do Surf Clube de Viana, já conquistou a medalha de bronze na estreia no Mundial de 2018, sagrou-se campeã europeia no ano seguinte, sendo agora campeã mundial no mesmo. Classe.

Após a vitória, que aconteceu em Pismo Beach, Califórnia, na América do Norte, ela disse que queria ser uma “embaixadora do parapente”, em um esforço para motivar mais pessoas a aderir ao esporte.

O presidente da Federação Portuguesa de Surf (FPS), João Arana, destacou o trabalho dos clubes para o crescimento do parapente no país e elogiou Marta Baco como “o melhor surfista desta categoria”.

O surfe estreou na programação dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, mas ainda não está na programação dos Jogos Paraolímpicos.

READ  Resultados do 2T21: Telefónica Brasil SA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *