Mais de 300 voos cancelados devido a greve nos aeroportos de Portugal

Lisboa: Uma greve dos operadores de groundforce, Groundforce, levou ao cancelamento de 327 voos no domingo em Portugal, segundo uma fonte oficial da ANA, que opera os aeroportos portugueses.
E dos 511 voos de entrada e saída programados para domingo, 301 foram cancelados no Aeroporto de Lisboa e outros 26 foram cancelados no Aeroporto do Porto, informou a agência de notícias Xinhua.
“Devido à greve do serviço de handling, apelamos aos passageiros cujos voos foram cancelados a não se deslocarem ao aeroporto de Lisboa e a procurarem informações através de outros canais digitais e telefónicos”, afirmou a agência em comunicado.
Apenas as companhias aéreas low cost que utilizam o Terminal 2 do Aeroporto de Lisboa mantêm operações regulares porque são servidas por outras transportadoras.
O ataque das forças terrestres começou no sábado com o cancelamento de 260 voos nos dois principais aeroportos portugueses naquele dia. Outra parada foi programada entre 29 de julho e 2 de agosto.
A Airport Handling Technicians Association (STHA) convocou a greve em protesto contra a “instabilidade insustentável, no que diz respeito ao pagamento pontual de salários e outros elementos financeiros” que os trabalhadores da força terrestre enfrentam desde fevereiro de 2021.
A força terrestre é propriedade de 50,1 por cento do grupo Pasujal e 49,9 por cento do grupo TAP, que em 2020 passou a ser controlado pelo Estado português.
A Groundforce acusou a TAP de dever 12 milhões de euros ($ 14,17 milhões) pelos serviços já prestados a esta última, mas a TAP disse não ter dívidas à Groundforce.

READ  Portugal chega à fase final de flexibilização do encerramento e reabertura das fronteiras terrestres com Espanha | Mighty 790 KFGO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *