Lucas Gabriel Perez morto: lutador brasileiro de MMA na luta do K-1, hospital anuncia sua morte

Um lutador brasileiro morreu depois que detalhes de sua luta foram esquecidos antes que fosse tarde demais. Seu atestado de óbito disse tudo.

Um lutador de artes marciais mistas morreu após sofrer um ferimento na cabeça durante uma competição no Brasil.

Lucas Gabriel Perez tinha 22 anos quando perdeu a vida no domingo (AEST), tendo sido internado logo após uma convulsão.

Após a partida de nível K-1 na região sul de Maringá em 11 de setembro, ele teria reclamado de dores de cabeça, Relatórios da Sun.

Peres fez a curta viagem para casa em Bebeiro, mas familiares preocupados o levaram ao hospital nas proximidades de Campo Morao poucas horas depois que ele voltou.

Assista ao UFC 266: Volkanovski x Ortega ao vivo no Main Event, disponível na Foxtel e Kayo no domingo, 26 de setembro às 12h AEST. Peça agora>

No entanto, o estado do jovem piorou e ele foi transferido para o Hospital Metropolitano di Sarandi.

Ele morreu no sábado com sua certidão de óbito identificando a causa da morte como um traumatismo craniano, de acordo com o outlet brasileiro G1.

Os organizadores do evento não comentaram sobre a morte de Perez, mas estão em contato com sua família.

As autoridades médicas locais estão preparando um relatório para investigar as causas de sua morte.

Especialistas médicos levantaram preocupações sobre a segurança dos lutadores que competem nas artes marciais mistas.

Em 2016, o ex-consultor médico mundial do rugby, Dr. Barry O’Driscoll, um parente da lenda irlandesa Brian, pediu mais cuidados com os ferimentos na cabeça no esporte.

Ele disse: “Nos últimos anos, todos nós estivemos cientes dos medos que surgem de ferimentos na cabeça e de ferimentos leves na cabeça e contusões leves.

READ  Juventus x Lazio: transmissão ao vivo, horário de início, TV, como assistir Cristiano Ronaldo na Série A (sábado, 6 de março)

“No entanto, aqui estamos nós observando as pessoas que ficam desamparadas depois de serem atingidas na cabeça. Em que tipo de mundo vivemos?”

Esta história apareceu originalmente thesun.co.uk Foi republicado com permissão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *