Infantino quer realizar jogo suspenso entre Brasil e Argentina | Esportes

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, acredita que a partida pelas eliminatórias da Copa do Mundo entre Brasil e Argentina deve ser decidida em campo.

A partida de 5 de setembro em São Paulo foi suspensa após sete minutos devido a supostas violações dos protocolos do COVID-19.

Infantino disse em entrevista coletiva na segunda-feira em Buenos Aires: “É sempre bom decidir os jogos dentro de campo e não fora. Isso nem sempre é possível, temos regras. Vamos ver o que os órgãos disciplinares da FIFA decidem”.

A partida foi interrompida quando um agente da agência de saúde do Brasil, Anfisa, e um policial entraram em campo para afastar quatro jogadores argentinos da Inglaterra que a agência disse que deveriam ser colocados em quarentena. Naquela época, o Brasil impôs a quarentena obrigatória aos estrangeiros que chegavam da Inglaterra.

Jogadores no Brasil estão sendo investigados por supostamente fornecerem informações falsas na chegada.

“Não pode acontecer, porque interromper o jogo desta forma é inaceitável”, disse Infantino. “Dói futebol.”

Na América do Sul para divulgar a proposta da FIFA de uma Copa do Mundo bienal, Infantino disse que, se aprovada, não mudará o formato das eliminatórias sul-americanas.

“Jogar todas as eliminatórias em um mês não é uma solução”, disse ele.

Infantino disse às autoridades nacionais do futebol sul-americanas que o calendário atual é desfavorável para as seleções da região porque seus jogadores precisam viajar muito para jogar.

A proposta da FIFA foi criticada pela CONMEBOL, UEFA e Comitê Olímpico Internacional.

Infantino também visitou Venezuela, Colômbia, Equador e Chile durante sua viagem.

Copyright 2021 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem permissão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *