Gigantes das telecomunicações pagaram US $ 1,27 bilhão no primeiro dia do leilão 5G no Brasil

São Paulo (Reuters) – As unidades locais da America Movil, Telefonica, Telecom Italia e várias empresas locais gastaram mais de US $ 1 bilhão na quinta-feira para adquirir um espectro valioso dedicado à tecnologia sem fio 5G. no Brasil.

O governo previu que o leilão, o maior já realizado na maior economia da América Latina, demandaria 40 bilhões de reais (US $ 7,14 bilhões) em investimentos dos vencedores.

Só no primeiro dia do leilão, sete empresas gastaram um total de R $ 7,09 bilhões (US $ 1,27 bilhão) em direitos de espectro em todo o Brasil.

Registre-se agora para obter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

A Claro, de propriedade do bilionário mexicano Carlos Slim’s America Movil SAB de CV (AMXL.MX), foi a que mais gastou, pagando 1,63 bilhão de riais por diversos pagamentos, incluindo o lote B1 do espectro de 3,5 GHz, pelo qual pagou 338 milhões de riais, e o lote E3 de 2,3 GHz ganhou uma oferta de 750 milhões de riais.

A espanhola Telefonica SA (TEF.MC), que opera a maior operadora sem fio do Brasil sob a marca Vivo (VIVT3.SA), gastou cerca de 967 milhões de reais, ganhando o lote B2 do espectro de 3,5 GHz com uma oferta de 420 milhões de reais, entre vários outros lotes.

A TIM SA (TIMS3.SA), uma unidade da Telecom Italia SpA (TLIT.MI), garantiu um pagamento B3 de 3,5 GHz por OMR 351 milhões, junto com vários outros pagamentos, elevando seus pagamentos totais até o momento para Quase 976 milhões. Reyes.

O Winity II, da gestora de recursos brasileira Patria Investimentos, ganhou um impulso na largura de banda de 700 MHz com uma oferta de 1,4 bilhão de reais.

READ  Kikuman inicia produção de molho de soja no Brasil

A provedora brasileira de internet Brisanet Participações SA (BRIT3.SA), que abriu o capital em julho, ganhou um impulso C4 na banda de cobertura regional de 3,5 GHz com uma oferta de 1,25 bilhão de reais, tornando-se o segundo maior gastador na quinta-feira.

O tão esperado leilão foi adiado devido a controvérsias sobre o envolvimento da chinesa Huawei Technologies Ltd. como fornecedora de equipamentos de telecomunicações 5G, que os Estados Unidos pressionaram o governo brasileiro de extrema direita a banir por motivos de segurança.

Após um compromisso que visa proteger as comunicações governamentais, o Brasil saiu na frente com a licitação de quatro bandas de transmissão: 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz.

Grupos da indústria há muito anteciparam uma oportunidade para o Brasil se equiparar à tecnologia 5G, permitindo maior eficiência e automação em áreas da saúde ao agronegócio. No entanto, o lento licenciamento local de novas antenas em todo o país pode interromper a implantação de nova cobertura sem fio.

Vivian Surwagi, presidente de um consórcio de 137.000 empresas, disse que o setor de infraestrutura de telecomunicações espera que a rede 5G do Brasil gere mais de US $ 1 trilhão em novos empregos em 15 anos e crie 1,5 milhão de empregos em quatro anos.

As principais empresas sem fio do Brasil já usam a Huawei em mais da metade de suas redes e argumentam que banir a Huawei adicionará bilhões de dólares em custos adicionais aos consumidores.

Em vez disso, o governo do presidente Jair Bolsonaro decidiu construir uma rede separada para si e para todas as agências federais, da qual a Huawei seria efetivamente excluída. O governo exigiu que os licitantes cumpram as regras de governança corporativa para empresas listadas, as quais a Huawei não cumpre.

READ  Kim Fields, estrela de The Upshaws If She Was To Return to the 'Real Housewives' franchise (exclusivo)

A agência reguladora de telecomunicações brasileira Anatel espera que o leilão seja retomado na sexta-feira, quando deve oferecer as bandas de 26GHz.

(1 dólar = 5,58 riais)

Registre-se agora para obter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

(Cobertura) por Alberto Allerigi e Gabriel Araujo

Nossos critérios: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *