Estado brasileiro quer privatizar a Coppel Energy e ações sobem

SÃO PAULO (Reuters) – A companhia elétrica brasileira Copil (CPLE6.SA) Ela pode ser convertida em uma empresa com propriedade dispersa e sem acionista controlador pelas autoridades locais, uma medida que efetivamente privatizaria as concessionárias estatais, de acordo com um comunicado de valores mobiliários na segunda-feira.

As ações da empresa subiram mais de 25% após o anúncio, tornando-se a maior alta do índice de ações brasileiro Bovespa. (.BVSP)que estava perto de plano.

A Companhia Paranaense de Energia, como a Copil é oficialmente conhecida, disse ter recebido uma carta do recém-reeleito governador do Paraná, Ratino Jr., dizendo que seu governo buscaria a privatização por meio de uma oferta secundária de ações para levantar recursos. necessidades de investimento do país.

A empresa acrescentou que o estado do sul do Brasil atualmente possui aproximadamente 70% do capital votante da Copil, mas sob a mudança proposta, manterá pelo menos 10% de seu capital votante.

O Paraná também pretende deter pelo menos 15% do capital social da Copel, sendo que nenhum acionista poderá deter mais de 10% do capital votante total.

O movimento marcará outra privatização de alto perfil no setor de energia do Brasil depois que o governo federal diluiu sua participação na Eletrobras. (ELET6.SA)a maior instalação da América Latina, no início deste ano.

A Copel tem um valor de mercado de 19,14 bilhões de reais (US$ 3,58 bilhões), segundo dados da Refinitiv, com as ações da empresa subindo mais de 45% até agora este ano.

Ela registrou um lucro líquido médio de 403,4 milhões de riais no terceiro trimestre, uma queda de 46,9% ano a ano.

Koppel observou no registro de valores mobiliários que a potencial privatização ainda exigiria a aprovação da legislatura do estado do Paraná, acrescentando que Ratiño disse que proporia um projeto de lei “no momento apropriado” para que os legisladores votassem sobre o assunto.

READ  A Amazônia brasileira está enfrentando seus piores incêndios em agosto em mais de uma década

O chefe do Partido dos Trabalhadores, de esquerda, Arilson Chiorato, disse nas redes sociais que se oporia à privatização.

“É escandaloso”, disse ele. “A Copel é uma empresa pública e do povo paranaense. Não podemos aceitar a extinção de uma empresa que gera enormes lucros para o nosso estado.”

Mas analistas do JPMorgan disseram que não viam a oposição da assembléia estadual como uma preocupação, dada a reeleição de Ratinew em outubro.

O JPMorgan acrescentou que a potencial privatização traria ganhos operacionais, financeiros e de governança para a empresa.

“O momento permanece incerto, mas acreditamos que a potencial reclassificação da Koppel e nossa visão muito positiva sobre o resultado devem superar a carga de fornecimento secundário no curto prazo”.

A proposta é “muito positiva” para as ações da Copel e tem forte potencial para agregar valor à ação, disse Ilan Arptman, analista da Ativa Investimentos.

ações da sanepar (SAPR4.SA)E a concessionária de água, controlada pelo estado, no Paraná, saltou 12% na segunda-feira.

Os investidores já vislumbravam a privatização após o resultado das eleições de outubro, e como o Paraná solicitou informações “para analisar um potencial negócio no mercado de capitais visando otimizar seu investimento na empresa.

A Copel realizará o Investor Day na terça-feira, às 9h, horário local (12h00 GMT).

(US$ 1 = 5,3496 riais)

Reportagem adicional de Gabriel Araujo e Leticia Fukushima em São Paulo; Edição de Stephen Grattan, Emilia Sithole Matares e Matthew Lewis

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.