Equipes da Copa do Mundo escolhem ‘palácios’, spas, mono pits

emitido em:

Doha (AFP) – A Federação Internacional de Futebol (Fifa) anunciou nesta terça-feira que os 32 times de futebol que participarão da Copa do Mundo deste ano ficarão estacionados em exemplares de palácios árabes, balneários e hotéis de luxo onde as bebidas alcoólicas são proibidas.

De acordo com uma lista divulgada pela entidade que rege o esporte, 24 equipes estarão em bases – hotéis e também dormitórios universitários – concentradas na capital.

Todas as equipes optaram por ficar no pequeno país do Golfo para o torneio, que começa em 18 de novembro.

A atual campeã França estará em Messila, um resort perto de Doha que tem uma “atmosfera especial de palácio”. As villas podem custar mais de US$ 2.500 por noite – champanhe não incluído.

A Alemanha estará na área de Al Zulal, com vista para o Golfo, que é considerado o maior resort de saúde do Oriente Médio. A suíte real do resort, de propriedade da família governante do Catar, custa mais de US$ 10.000 por noite.

Manuel Neuer e seus companheiros de equipe estarão mais distantes de Doha, a 100 quilômetros de carro da capital.

O resort defende a “medicina tradicional árabe e islâmica” e tem uma regra rígida contra bebidas alcoólicas.

Daniele Vastolo, gerente geral do Zulal, disse que muitas equipes visitaram o resort porque permitiram que ficassem “em uma bolha” longe das multidões de Doha.

Solidão na Copa do Mundo

Ele acrescentou que a segurança também será mais fácil, pois há apenas uma entrada.

“Não haverá fãs vindo aqui para incomodar os convidados ou a equipe para pedir fotos e autógrafos. Então acho que eles podem ficar realmente isolados.” Mas, ao mesmo tempo, se um dia eles tiverem que procurar distrações, podem vir para Doha.”

READ  | Ministro Marcos Pontes Agenthia Brasil diz que falta de concorrência pode afetar pesquisa

Os torcedores terão fácil acesso ao vizinho Nord Stadium, o campo de treinamento alemão, que é modelado em um castelo.

A Bélgica escolheu o litoral oposto, o Hilton Salwa, com sua própria praia particular, parque aquático com toboáguas e saltos de penhascos e vilas que custam até US$ 7.000 por noite.

É um destino de fim de semana favorito para famílias ricas no país do Golfo, que possui uma das maiores rendas per capita do mundo.

A Inglaterra está localizada no hotel Al Wakra Souq, onde as autoridades planejam fechar parte da praia pública próxima para Harry Kane e o resto da equipe.

Não há álcool, como na maior parte do Catar, mas as instalações do hotel foram modificadas para incluir equipamentos esportivos adicionais, videogames e outros entretenimentos para os jogadores.

A maioria das equipes está localizada em hotéis “a menos de 10 quilômetros (seis milhas) umas das outras, o que garante ainda mais que a atmosfera animada do evento esteja concentrada em Doha e arredores”, disse a Fifa.

O Brasil escolheu o centro de Westin perto de uma estrada principal, enquanto os Estados Unidos estarão na área principal para residentes expatriados.

O argentino Lionel Messi e a ex-campeã Espanha optaram por uma residência de “luxo” na Universidade do Catar, onde podem caminhar até o campo de treinamento.

Mais de um milhão de torcedores devem visitar o Catar para o torneio, que termina em 18 de dezembro.

Alguns receberão US$ 2.000 em hotéis durante a noite, mas muitos devem ficar em cabines portáteis mais baratas e acampamentos no deserto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.