Emirates News Agency – O Ministro da Ciência do Brasil disse que o Brasil busca investimentos no setor espacial

Sharjah, 23 de outubro de 2021 (WAM) – O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil, astronauta Marcos Pontes, durante visita aos Emirados Árabes Unidos, demonstrou o potencial de seu país em setores avançados, como espaço e pesquisa. Para atrair investimentos da região para o país. Ele falou nesta terça-feira (19) no “Seminário Empresarial Brasil-Emirados sobre Inovação”, realizado pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira (ABCC) em parceria com o Parque de Pesquisa, Tecnologia e Inovação Sharjah (SRTIP).

Pontes também visitou o parque com uma delegação oficial de nove pessoas e foi recebido pelo CEO da SRTIP, Hussein Al Mahmoudi. O simpósio foi realizado no auditório do jardim em Sharjah e contou com o apoio da Apex-Brasil e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Mais de 80 pessoas participaram do evento, realizado no site, e parte dele transmitido ao vivo pelo canal do Ministério no YouTube.

Em entrevista à Agência Australiana de Notícias (ANBA), durante visita a Sharjah, Pontes disse que além de abrir uma mostra de projetos espaciais brasileiros no Pavilhão Brasil da Expo 2020 Dubai, espera investimentos no setor espacial brasileiro , inteligência artificial e energias renováveis. O SRTIP foi lançado em novembro de 2020 para atrair startups, empresas e organizações de tecnologia para se instalarem no emirado.

“Esta semana é a Expo Space Week, e o Ministério é o responsável pela política espacial, por isso tem a ‘função’ de preparar o Pavilhão Brasil para os negócios de exploração.O Brasil está fazendo conquistas significativas no setor espacial em relação às últimas décadas. Em dois anos e meio, conseguimos lançar quatro satélites, um deles inteiramente nacional, que foi construído, conseguimos concluí-lo e já está totalmente operacional no espaço, Amazônia 1 ”, disse o astronauta ANBA.

READ  Presidente Jair Bolsonaro considera ruim para economia do Brasil

O ministro afirmou que procura parcerias internacionais para o Centro Espacial de Alcântara. “É uma grande oportunidade, temos muitos países aqui falando sobre espaço e já tive a chance de visitar alguns dos pavilhões [at the Expo] E falando com alguns dos coordenadores para ver se podemos trazer essas parcerias para o programa espacial brasileiro, e isso vale para a infraestrutura, com o centro de lançamento, os laboratórios, o desenvolvimento de sistemas espaciais, a área de aplicações espaciais e de mísseis, e aqui está um lugar onde podemos procurar todas essas parcerias. “

Outros setores nos quais o ministério buscou investimentos internacionais são inteligência artificial, energias renováveis ​​e materiais avançados, como nióbio e grafeno. Segundo Pontes, há boas perspectivas de parcerias com os Emirados Árabes Unidos. É possível trazer empresas brasileiras para o país árabe e, ao mesmo tempo, buscar investimentos no Brasil. “Temos um mercado muito atraente”, afirmou.

De acordo com o CEO da SRTIP, Hussain Al Mahmoudi, existem muitas oportunidades para empresas brasileiras e instituições de pesquisa nos Emirados Árabes Unidos, especialmente no parque. “O Brasil tem um histórico rico em tecnologia; podemos oferecer uma plataforma para que essas tecnologias e empresas entrem no mercado do Oriente Médio”, disse à ANBA.

Al Mahmoudi mencionou as oportunidades disponíveis para start-ups e instituições brasileiras nos setores de indústria aeroespacial, tecnologia de alimentos, educação, impressão 3D, meio ambiente e tecnologia da água. Ele concluiu: “O Brasil oferece uma grande diversidade, é um grande mercado; aberto para empresas do Oriente Médio investirem nos setores de petróleo, educação e tecnologia. Este seminário solidificou essa relação e abriu novas oportunidades de investimentos bilaterais”.

Além de Pontes e El Mahmoudi, ele falou no seminário de abertura do Embaixador do Brasil nos Emirados Árabes Unidos, Fernando Igrega. O Presidente do Conselho, Embaixador Osmar Al-Shahifi. e a diretora de operações do escritório da Apex-Brasil no Oriente Médio e Norte da África, Karen Jones.

READ  Oi SA: Comunicado ao Mercado - reconhecimento do CEO e mudança na composição do comitê de auditoria, risco e supervisão

Al-Shahfi disse que o edifício SRTIP incorpora a importância que Sharjah atribui à ciência e tecnologia. “Precisamos nos adaptar às novas exigências da Economia 4.0”, disse o embaixador.

Ele lembrou que Sharjah é reconhecido como um emirado cultural, e uma forte aliança pode aproximar o Brasil dele para intercâmbio em tecnologia, ciência e inovação.

Karen Jones afirmou que os Emirados Árabes Unidos estão fazendo um grande esforço para se posicionar na vanguarda da inovação e tecnologia e que a Apex-Brasil tem um papel importante na identificação das melhores oportunidades para as empresas brasileiras. “Esperamos que nossa parceria (Brasil-Emirados Árabes Unidos) seja fortalecida”, disse ela.

O Embaixador Igreja convidou todos os participantes a visitar o Pavilhão Brasil na Expo 2020 Dubai e disse que Sharjah oferece um ambiente único para promover a inovação. “Queremos trazer inovadores e startups brasileiras para trabalhar nessas oportunidades”, declarou.

Além das declarações de autoridades e lideranças, o evento gerou discussões sobre inovação nos comitês.

A primeira foi sobre oportunidades e desafios no ambiente de inovação dos países árabes e do Brasil, moderada por Mahmoudi. A sessão contou com a presença de Paulo Alvim, Secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI. Mohammed Juma Al Musharrakh, CEO do Sharjah Foreign Direct Investment Office. Ludmila Figueiredo, Diretora de Investimentos da Apex-Brasil Oriente Médio e Norte da África.

A segunda sessão foi sobre investimentos em ciência, tecnologia e inovação nos países árabes e no Brasil. Intervieram Marcelo Meirelles, Secretário de Estrutura Financeira e Projetos do MCTI, e Presidente do Comitê Gestor da Mulher em Tecnologia, Gustavo Figueroa.

Além dos painéis de discussão, também ocorreram breves apresentações de representantes de três startups que estarão em exposição no Pavilhão Brasil da GITEX, feira de startups que ocorre esta semana em Dubai. Andre Palma, da Asel Tech, startup de óleo e gás; Paolo Tenorio, da empresa de marketing digital Trakto; Alice Girardi, da Technano Solution, uma empresa de biotecnologia, apresentada.

READ  Exposição de defesa em Abu Dhabi para mostrar empresas brasileiras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *