Eliminatórias para a Copa do Mundo entre Brasil e Argentina suspensas por protocolo do COVID | Notícia

A partida foi suspensa depois que as autoridades de saúde brasileiras acusaram quatro jogadores argentinos de violar as regras de quarentena do COVID-19.

A partida de qualificação do Brasil para a Copa do Mundo contra a Argentina foi suspensa pouco depois de começar no domingo, quando a polêmica surgiu sobre os protocolos do COVID-19.

Em meio a cenas inacreditáveis ​​na Arena Nova Coímica, em São Paulo, a partida entre os dois gigantes do futebol sul-americano foi interrompida quando um grupo de autoridades brasileiras de saúde pública entrou em campo, levando a um confronto entre a equipe do time e os jogadores.

Os jogadores da Argentina saíram do campo para o vestiário quando o alvoroço começou. O capitão da Argentina, Lionel Messi, saiu do túnel mais tarde, sem vestir a camisa do time, enquanto a confusão se espalhava no campo.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) disse em um comunicado que a partida foi “suspensa”, mas não informou se a partida será reiniciada ou repetida.

“Por decisão do árbitro da partida, a partida organizada pela FIFA entre Brasil e Argentina pelas eliminatórias da Copa do Mundo foi suspensa”, diz o comunicado.

“O árbitro e o comissário de jogo se reportarão ao Comitê Disciplinar da FIFA, que determinará as etapas a serem seguidas. Esses procedimentos seguem estritamente os regulamentos atuais.”

Jogadores argentinos e brasileiros são vistos após equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária entrar em campo durante a partida em São Paulo. [Nelson Almeida/AFP]

A impressionante intervenção veio poucas horas depois que as autoridades de saúde brasileiras anunciaram que quatro jogadores da seleção argentina baseada na Inglaterra deveriam ser colocados em “quarentena imediata” por violar os protocolos do COVID-19.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os jogadores da Premier League Giovanni Lo Celso, Emiliano Martinez, Emiliano Buendia e Christian Romero deram “informações falsas” ao entrar no Brasil.

READ  As ações brasileiras estão sendo negociadas em baixas de sete meses

Romero, Lo Celso e Martinez integraram o time titular argentino que deu início à partida de domingo – o que resultou em uma intervenção em campo de dirigentes com camisetas da ANVISA.

Os quatro jogadores da Premier League – Lo Celso e Romero que jogam pelo Tottenham, enquanto Martinez e Buendia jogam pelo Aston Villa – foram acusados ​​de não revelar que estiveram no Reino Unido 14 dias antes de sua chegada.

“Chegamos a este ponto porque tudo o que a ANVISA trouxe, desde o primeiro momento, não se concretizou”, disse Antonio Barra Torres, diretor da ANVISA na TV brasileira.

(Os quatro jogadores) foram instruídos a permanecer isolados até a deportação, mas não obedeceram. Eles foram para o estádio e entraram em campo em uma série de violações. “

Os brasileiros Danilo (à esquerda) e Neymar reagem à interrupção do jogo depois que as autoridades de saúde brasileiras se opuseram à participação de jogadores argentinos que alegaram violar as regras de quarentena. [Amanda Perobelli/Reuters]

Uma ordem do governo datada de 23 de junho proíbe qualquer estrangeiro do Reino Unido, Índia ou África do Sul de entrar em território brasileiro, para prevenir a propagação de variantes do coronavírus.

“A ANVISA considera esta situação um grave risco para a saúde e recomenda que as autoridades sanitárias locais (em São Paulo) ordenem a quarentena imediata dos jogadores, que estão proibidos de participar de qualquer atividade e de permanecer em solo brasileiro”, disse a agência em uma declaração no início do dia. Domingo.

A Anvisa informou que a Polícia Federal brasileira foi notificada para que “as medidas necessárias sejam tomadas imediatamente”.

O técnico da Argentina, Lionel Scaloni, criticou as autoridades brasileiras depois que a partida foi suspensa.

“Estou muito triste – nós somos as vítimas no sentido de que queríamos jogar o jogo, como os jogadores brasileiros queriam jogar e o show estava acontecendo”, disse Scaloni ao canal argentino TyCSports.

READ  5 filmes que você não pode perder sobre Coco Chanel

Scaloni disse que a partida “deveria ter sido uma festa para todos, para curtir o jogo com os melhores do mundo”.

A polêmica surge depois que nove brasileiros que atuam na Premier League não conseguiram viajar para a América do Sul devido a objeções de seus clubes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *