Cartaz do filme “A Múmia”, que deveria bater recorde, falhou em leilão

Cartaz litográfico original de 1932 desenhado por Karoly Grosz, para o filme “A Múmia” visto nesta imagem enviada pela Sotheby’s, 11 de outubro de 2018. Cortesia da Sotheby’s/Handout via REUTERS

NOVA YORK (Reuters) – Um raro pôster original do clássico filme de terror de Boris Karloff “A Múmia”, que deveria estabelecer um preço recorde para um pôster de filme, não foi vendido em leilão nesta quarta-feira, quando ninguém fez uma oferta mínima de US$ 950.000 online. Internet. .

A Sotheby’s previu que a obra, um dos três únicos exemplos sobreviventes conhecidos do pôster litográfico original do filme de 1932, arrecadaria até US$ 1,5 milhão.

“Infelizmente, o trabalho não encontrou um comprador em nosso leilão online que terminou hoje, mas isso não diminui sua importância”, disse a Sotheby’s em comunicado.

A casa de leilões descreveu a peça como “um dos pôsteres de filmes mais raros e icônicos existentes e um excelente exemplo do design gráfico desenvolvido pelos estúdios de Hollywood durante a ‘Era de Ouro do Horror'”.

O pôster estabeleceu um recorde há mais de 20 anos, quando chegou a US$ 453.500, preço que superou no ano passado quando um pôster do filme de terror Drácula de 1931, estrelado pelo rival Karloff Bela Lugosi, foi vendido por US$ 525.800 em leilão.

(Reportagem de Chris Michaud) Edição de Leslie Adler

READ  O estado de Santa Catarina, localizado no sul do Brasil, registra o terceiro dia consecutivo de nevascas e temperaturas abaixo de zero

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.