Brasileira Simpar planeja entrar nos mercados americano e europeu, diz CEO

São Paulo, 18 de julho (Reuters) – A Simpar (SIMH3.SA), holding das empresas brasileiras de logística Movida (MOVI3.SA), JSL (JSLG3.SA) e Vamos (VAMO3.SA), está se preparando para Executivo para os mercados americano e europeu em um esforço para diversificar sua receita.

“Nos próximos quatro a cinco anos, pretendemos ter cerca de 35% de nossa receita em outras moedas”, disse o CEO Fernando Simos em entrevista. “A diversificação de moedas faz parte do nosso modelo de governança.”

A empresa já se expandiu por meio de aquisições em setores tão diversos como aluguel e revenda de carros, concessões de infraestrutura, reciclagem de resíduos e serviços financeiros.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

No último ano e meio, a Simpar comprou 18 empresas para ajudar a atingir sua meta de aumentar sua receita total para 35,5 bilhões de riais (US$ 6,61 bilhões) até 2024.

Simos disse que espera que a tendência de crescimento inorgânico da empresa continue no futuro próximo, particularmente em suas unidades de transporte pesado e comércio automotivo, sob as marcas JSL e Automob, respectivamente.

As difíceis condições do mercado de transporte de cargas no Brasil, agravadas pelo aumento dos custos dos combustíveis, criaram oportunidades para empresas com melhor posição de fluxo de caixa. Como resultado, a JSL comprou seis concorrentes menores nos últimos dois anos.

O CEO disse que processo semelhante deve ocorrer no segmento de vendas de veículos leves, segmento em que a Automob tem apenas 0,2% do mercado, mas é um dos maiores fornecedores do país.

“Ninguém padronizou essa parte ainda no Brasil, e nós temos estrutura para isso”, disse.

READ  Há tolerância para a morte: Brasil luta contra nova tempestade de Covid

A Automob pode ser a quarta das sete unidades de negócios do grupo a ser listada em bolsa.

“Hoje é o maior para tal operação”, disse Simos, referindo-se a uma possível oferta pública inicial, sem indicar quando isso poderá acontecer.

(dólar = 5,3690 riais)

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Reportagem de Aluísio Alves; Escrito por Peter Frontini. Edição por Susan Fenton

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.