Brasileira Marta chora após ler carta da mãe

No próximo sábado, 29 de julho, será um acontecimento importante na história do futebol. Marta Vieira da Silva Marta e sua equipe se preparam para disputar a tão esperada Copa do Mundo da FIFA contra a França. Marta, respeitada atleta brasileira, conhece bem os palcos da Copa do Mundo, já tendo disputado cinco torneios anteriores.

Apesar da sua vasta experiência, Marta ficou recentemente agradavelmente surpreendida quando descobriu cartas pessoais de familiares no seu quarto de hotel.

Marta do Brasil posa para foto durante o ensaio fotográfico oficial da Copa do Mundo Feminina Austrália-Nova Zelândia de 2023, em 19 de julho de 2023, em Brisbane, Austrália.

de acordo com MarcaA Confederação Brasileira de Futebol organizou um gesto gentil aos jogadores da seleção, que receberão cartas e presentes de seus familiares como parte desta iniciativa.

Marta recebeu cartas da mãe, TerezaE a amiga dela Carrie Lawrence“Cheguei no meu quarto depois do treino, e tinha um santinho na minha cama, e uma carta escrita por alguém com as palavras da minha mãe, obviamente porque ela não sabe escrever. E outra carta da Carrie, da minha amante . Não tem como não chorar”, disse o atacante que foi eleito o melhor. Seis vezes jogador mundial.

A seleção brasileira disputou sua primeira partida na segunda-feira, 24 de julho, contra o Panamá, pelo Grupo F, e fará sua segunda partida no sábado, 29 de julho, contra a França.

O último rodeio de Marta

A atleta de 37 anos disputa sua última Copa do Mundo e espera trazer a taça de volta à sua terra natal, uma vitória que será histórica para ela e para o Brasil, que nunca ganhou uma Copa do Mundo de forma alguma.

READ  Grande Prêmio do Cinema Brasileiro - Noticia Preta

Quando Marta tinha 14 anos, um treinador de futebol descobriu o seu talento. Começou sua carreira no Brasil, jogando em clubes locais como Vasco da Gama e posteriormente Santa Cruz. Ela então se mudou para a Suíça para jogar pelo Umea IK. Desde então, Marta jogou por vários times da Major League Soccer, que considera os melhores do mundo. Atualmente, ela é capitã do time Orlando Pride.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *